Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Tinder completa 10 anos; usuários relatam casos graves de esgotamento

Segundo o The New York Times, para alguns usuários, a única opção real é sair dos aplicativos de namoro. Para outros, trata-se de estabelecer limites.

O Liberal

O Tinder completa 10 anos neste mês. Para muitos usuários, o momento provoca uma reflexão coletiva, e alguns relatam que, após passarem anos utilizando o aplicativo, acabaram sofrendo com um caso grave de esgotamento, com uma tendência a se sentirem estressadas e cínicas. Com informações do jornal O Globo.

VEJA MAIS

Tinder nas eleições 2022? Conheça o candidato que usa o app para dar 'match' com eleitores
Em plataforma de paquera, candidato a deputado estadual pelo Mato Grosso do Sul busca angariar votos

‘Golpe do Tinder’: Câmara aprova projeto que criminaliza o estelionato sentimental
Matéria altera o Código Penal e estabelece como crime a promessa sobre uma relação afetiva em troca da entrega de valores ou bens pela vítima

Homem é preso após usar o Tinder para aplicar golpe e causa prejuízo de R$ 70 mil
O golpista teria roubado dinheiro, jóias, computadores, celulares e bolsas de grife da vítima

Segundo um artigo publicado recentemente pelo The New York Times, para alguns usuários do Tinder, a única opção real é sair dos aplicativos de namoro. Para outros, trata-se de encontrar pequenas formas de estabelecer limites.

"As pessoas simplesmente cansam. Elas ficam sobrecarregadas com todo o processo", diz Helen Fisher, antropóloga biológica que é pesquisadora sênior do Instituto Kinsey e consultora científica do site de relacionamento Match.com.

Mas é claro que nem todas as experiências têm o mesmo resultado. Uma pesquisa descobriu que 12% dos americanos se casaram ou tiveram um relacionamento sério com alguém que conheceram pela internet, enquanto 57% daqueles que disseram ter tentado um aplicativo de namoro contaram que a experiência foi um pouco ou muito positiva.

Palavras-chave

Mundo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM MUNDO

MAIS LIDAS EM MUNDO