Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Remo lamenta suspensão do Campeonato Paraense e alerta sobre incompatibilidade de calendário

Em nota, o Leão Azul disse que suspendeu a venda de ingressos para a partida contra o Caeté, que aconteceria na segunda-feira (14/03).

Caio Maia

O Remo se posicionou acerca da suspensão do Campeonato Paraense, determinado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJPA). Em nota, o Leão Azul disse que lamenta o ocorrido e que espera que o imbróglio judicial seja resolvido o mais breve possível.

VEJA MAIS

Campeonato Paraense é suspenso pelo TJD após denúncia de jogador irregular
Entidade acatou denúncia do Paragominas sobre atuação irregular de atleta do Bragantino

Paysandu se posiciona sobre suspensão do Parazão e alega preocupação com o futuro do torneio
Clube diz que Federação não terá datas disponíveis para completar o campeonato.

No entanto, assim como o rival, o Paysandu, o Remo demonstrou preocupação em relação ao futuro do torneio. O clube disse que aguarda um posicionamento da Federação Paraense de Futebol (FPF) sobre o calendário de jogos, já que falta poucas semanas para o início da Série C do Brasileirão.

Mesmo com a competição suspensa, o Remo informou que os atletas do elenco seguirão treinando no clube de olho na preparação para Série C. A próxima atividade do Leão será realizada nesta quarta, no Baenão.

O clube finalizou dizendo que todo o processo de venda de ingressos para a partida contra o Caeté está suspenso até uma decisão final da Justiça.  

Entenda o caso

O campeonato foi paralisado após a Justiça Desportiva do Pará atender um recurso do Paragominas contra o Bragantino. O Jacaré alega que o meia Hatos, do Tubarão, estaria jogando de forma irregular.

Na fundamentação da queixa, o Paragominas informou que Hatos atuou pelo Cametá, durante Segundinha do ano passado e, na atual temporada, vestiu a camisa do Bragantino, sem, no entanto, “cumprir as suspensões”.

Segundo a Justiça, a não paralisação do campeonato diante desse cenário poderia causar prejuízos irreparáveis à competição. Por conta disso, o torneio só deve voltar depois que o caso for julgado na corte desportiva estadual.

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES