Mazola Jr não é mais técnico do Clube do Remo; veja os números da campanha azulina com o treinador

Remo está há sete jogos sem saber o que é vitória

Redação Integrada

Após uma rápida reunião, realizada na tarde desta segunda-feira (21), menos de 24 horas depois de empatar com o Botafogo-PB, a diretoria do Clube do Remo resolveu encerrar o contrato com o treinador Mazola Jr.

A saída de Mazola do comando técnico azulino foi tratada com uma nota no site oficial do clube: 'O Clube do Remo informa que Mazola Jr não faz mais parte do comando técnico azulino para o restante da temporada. O treinador acertou sua saída nesta segunda-feira (21) após reunião com a diretoria. Mazola Jr chegou ao clube em fevereiro. Ao todo, foram 16 jogos, sendo sete vitórias, seis empates e três derrotas. A diretoria azulina agradece o empenho e profissionalismo, e deseja sorte nos próximos trabalhos de sua carreira".

No início da trajetória, Mazola chegou a ostentar 11 jogos de invencibilidade, com oito vitórias.  

Os bastidores

No entanto, os números mudaram radicalmente. A decisão pelo encerramento do vínculo com Mazola Jr não foi exatamente uma surpresa considerando aspectos negativos, entre eles, o jejum de sete jogos sem uma vitória - cinco do Campeonato Brasileiro da Série C e dois do Campeonato Paraense. Além disso, o trabalho de Mazola Jr sofreu uma enxurrada de críticas, sobretudo, nas redes sociais, após uma postura considerada demasiadamente defensiva na final do Parazão contra o Paysandu. O Remo acabou com o vice-campeonato.

Depois do fracasso no projeto que tentava o tricampeonato estadual, Mazola tentou retomar o foco na Série C, contudo, acumulou quatro empates e uma derrota - para o Santa Cruz-PE. A última vitória azulina na competição foi no dia 16 de agosto diante do Ferroviário-CE, em Belém - partida que teve o goleiro Vinícius como um dos destaques. A queda de desempenho e resultados coloca em xeque a posição azulina dentro do G4 do grupo A. 

Se não bastasse, as últimas entrevistas de Mazola Jr não foram bem digeridas. O treinador sempre reclamava da qualidade, principalmente, dos atacantes. Na derrota para o Paysandu, chegou a afirmar que o clube adversário havia investido mais na 'linha de frente'. Contra o Botafogo-PB, Mazola chegou a defender um dos atacantes dispensados pela diretoria, caso de Zé Carlos. Ficou claro que os dois lados já pensavam diferente. 

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES