Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Meia do Remo, Eduardo Ramos fala sobre jogo da Série C contra velho conhecido: 'Vamos respeitar'

Charles Guerreiro já treinou Eduardo Ramos, enquanto técnico do Leão

Andre Gomes

Neste fim de semana, o Remo tem a chance de se aproximar ainda mais classificação para próxima fase da Série C. O time recebe no sábado (24), às 19h, no Mangueirão, a pior equipe da competição: o Imperatriz-MA. Agora treinado por um velho conhecido do Leão e do meia Eduardo Ramos, Charles Guerreiro (ex-técnico do clube azulino e de Eduardo), o time maranhense pode se apresentar como uma ameaça. É o que garante o próprio ER10:

"O pior problema desse jogo é a nossa atitude. A gente tem que respeitar sempre todo e qualquer adversário, apesar da dificuldade que eles vêm passando em termos de resultados. Mas cada jogo tem sua história. Temos vários exemplos no futebol. Vai muito do nosso querer, da nossa entrega. Sabemos da importância que o jogo tem pra nós, vamos respeitar muito a equipe deles, o Charles [Guerreiro], que é uma grande pessoa. Nosso foco é conseguir uma grande vitória", afirmou.

CONFIRA A ENTREVISTA DE EDUARDO RAMOS

Retorno após a covid-19:

"Foi uma experiência ruim, passei uns quatro dias sentindo bastante dor no corpo. Foi algo ruim de lidar, me tirou de praticamente uma semana de treinos. Foi bem prejudicial. O que importa é que estou bem, já livre mas mantendo os mesmos tipos de cuidado."

Função na equipe, após reforços:

"Depende muito do professor Paulo [Bonamigo], do que ele optar. Reforçar a equipe é algo importante, jogadores bons, qualificados. A gente precisa disso, nessa fase final é muito importante. O intuito é um só: ter um grupo forte, competitivo, independente de quem jogue. A minha função é estar preparado para onde o professor precisar, eu possa render."

Favoritismo e pressão:

"Traz [pressão por enfrentar uma equipe em crise], sem dúvidas. Até porque, às vezes você não tem aquele nível de concentração que tem em outras partidas, às vezes quem está de fora deduz que é um jogo morto, tem que vencer de qualquer jeito e golear, mas futebol não é isso. Vamos respeitar, mas vamos entrar em campo sabendo que temos plenas condições de vencer, e com certeza a gente vai conseguir".

Saudades do gol:

"Saudade eu tenho sempre em marcar, é um dos melhores prazeres do futebol. Quero estar preparado para quando tiver a oportunidade estar fazendo. mas nunca foi minha função brigar por artilharia. Sou muito honesto em dizer que não tenho essa vaidade. Mas tenho que estar preparado para quando tiver a oportunidade estar marcando. Espero que sábado eu possa ter a oportunidade, possa ser feliz, além de marcar a gente consiga a vitória para coroar".

Remo
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM REMO

MAIS LIDAS EM ESPORTES