Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Quadro Tático: sem marcar há três jogos, Paysandu sofre com mudanças no meio de campo; entenda

Levantamento feito pelo Toró Tático aponta que Bicola tem produzido menos chances flagrantes de gol. Problema pode passar por mudança na função de José Aldo.

Caio Maia

A derrota do Paysandu para o ABC-RN no último sábado (27) fez com que o Papão alcançasse a pior sequência de resultados em 2022. O Bicola já acumula três derrotas seguidas na temporada, Além disso, em nenhuma dessas partidas a equipe alviceleste marcou gols. Os números contrastam com o Lobo na primeira fase da Terceirona, quando a equipe teve o segundo melhor ataque da competição. 

Whatsapp: saiba tudo sobre o Paysandu. Recêêêba!

Mas afinal, o que ocorreu com o poderoso ataque bicolor? A precisão dos atacantes têm diminuído, ou menos jogadas têm sido criadas. O Quadro Tático desta semana foi atrás de números que explicam o mau rendimento do Papão diante das metas. 

VEJA MAIS

CBF divulga análise do VAR em lance que anulou penalidade em partida entre Paysandu e ABC-RN; vídeo
O lance em questão aconteceu aos 35 minutos do segundo tempo, no momento em que o time bicolor já estava em desvantagem no placar

Ex-Paysandu, Yago Pikachu enfrenta adaptação no futebol japonês e fala de saudade da família; veja
O lateral-direito saiu do Fortaleza para o futebol japonês, onde disputou cinco jogos até aqui pelo Shimizu S-Pulse

Poucas chances criadas

De acordo com levantamento feito pelo blog Toró Tático, o Paysandu tem produzido menos chances flagrantes de gol nos últimos jogos. Diante do Floresta-CE, o Bicola produziu sete oportunidades claras de gol em 26 chutes à meta adversária. Já diante do Vitória-BA e ABC-RN, as chances flagrantes de gol diminuíram em quase 50%. Foram registradas apenas quatro oportunidades claras de abrir o placar. 

Posicionamento de José Aldo pode ter comprometido

José Aldo é um dos principais jogadores do Paysandu em 2022 (Filipe Bispo / O Liberal)

Diante do Vitória-BA e do ABC-RN, jogos em que o Paysandu produziu menos chances claras, o posicionamento no meio de campo da equipe bicolor sofreu uma alteração. Com a saída de Mikael, expulso diante dos baianos e suspenso contra os potiguares, o criador de jogadas do Papão, José Aldo, precisou jogar mais recuado, ao lado de João Vieira. 

Isso, de certa forma, pode ter comprometido o número de chances de gol do Bicola. A criação de jogadas passou a ser realizada por Marlon e Serginho, jogadores que não são familiarizados com a função. Por conta disso, as oportunidades geradas não foram tão flagrantes, como ocorreu diante do Floresta-CE. 

Volta de Mikael pode ajudar

Mikael pode ajudar no funcionamento do meio de campo do Paysandu (Filipe Bispo / O Liberal)

Diante do Figueirense-SC, na próxima rodada do quadrangular de acesso da Série C, Mikael estará de volta à equipe titular. Isso pode, inclusive, mudar a formatação do meio de campo do Paysandu, fazendo com que José Aldo volte a atuar mais perto da área. 

Sem compromissos defensivos, Aldo poderá voltar a ser o "garçon" bicolor, servindo atacantes mais próximos ao gol. Por outro lado, Marlon e Serginho deverão abrir mão de tarefas criativas e focar na finalização. Marlon, por sinal, é o artilheiro da Série C. 

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES