Melhor ataque do Parazão, Paysandu tem artilharia dividida

Quatro atletas têm dois gols no Parazão 2019

Nilson Cortinhas

O bom momento do Paysandu é desafiado diariamente. Na Curuzu, a palavra cobrança faz parte do dicionário dos atletas, que a repetem como um mantra.

O fato, por exemplo, de ter que encarar o Castanhal, domingo (17), a partir das 10h, sendo que o Japiim é um dos times que o Papão não venceu na competição, é um dado em questão. 

No entanto, diante da invencibilidade bicolor, a ideia é manter a concentração absoluta. "Vamos precisar ser organizados e cobrar posicionamento dentro de campo. Tem que cobrar o tempo todo", afirmou o volante Jhon Douglas, que disputa a titularidade com o volante Caíque. 

A questão da organização tática virou uma espécie de obsessão pelos lados da Curuzu. O treinador João Brigatti, por exemplo, é adepto de treinos táticos e técnicos, não necessariamente coletivos. E, por enquanto, a obsessão tem surtido efeito. 

Além de ter a melhor defesa (2 gols sofridos em sete jogos) e o melhor ataque do campeonato (14 gols), os bicolores têm outro dado que comprova a evolução tática, e a não dependência exagerada em cima de alguns jogadores. No quesito gols marcados, o Papão tem quatro atletas com dois gols marcados, demonstrando a diversidade do poder de ataque. Marcaram dois gols: Alan Calbergue, Marcos Antônio, Nicolas e Paulo Rangel.

Alan Calbergue

Fez dois gols na partida de estreia do Papão no campeonato. Sua vítima foi o São Francisco. Hoje, não é titular da equipe. 

Calbergue iniciou bem, mas saiu da equipe (Igor Mota)

Marcos Antônio 

Estilo clássico. No momento, é o jogador que mais ostenta a condição de destaque do Papão. Fez gols contra Bragantino e Águia.

Marcos Antônio comanda o meio-campo do Papão (Akira Onuma)

Nicolas 

Protagonizou gols diante do Remo do Águia. É um jogador veloz, que compõe meio-campo e ataque. 
Nicolas marcou gol contra o Remo, em lance de bola aérea (Akira Onuma)
 

Paulo Rangel 

Marcou contra o São Francisco e Remo. Está, porém, há três partidas sem marcar. 
Paulo Rangel cresceu no principal jogo do Papão, até o momento, que foi o clássico contra o Remo (Akira Onuma)

Com um gol, estão os zagueiros Micael, Victor Oliveira, o lateral Bruno Oliveira, os atacantes Vinícius Leite e Caion (que se desligou do clube). O zagueiro do Remo, Rafael Jansen marcou um gol contra a favor do Papão. 

"Nós vamos crescendo. Ainda temos algumas pendências pra resolver, como a nossa saída de bola, acertar o passe", detectou o treinador João Brigatti.    

Paysandu