Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Artilheiro do Paysandu, Nicolas fala sobre carreira, liderança no clube e revela: 'As sondagens acontecem desde 2019'

O atacante concedeu entrevista exclusiva para O Liberal

Andreia Espírito Santo

Quando chegou ao Paysandu em 2019, o atacante Nicolas não era badalado ou visto como o jogador que poderia marcar a história do clube. Dois anos depois, ele coleciona bons resultados, a artilharia do clube e virou xodó da torcida. Na terceira temporada na equipe, Nicolas tem 35 gols em 88 partidas, sendo cinco em 2021 (contagem feita até sexta-feira, véspera do jogo contra o Tapajós, pelo Parazão).

Com bons números, não é surpresa que outros clubes fiquem de olho no artilheiro bicolor. Na semana passada novamente o nome do jogador voltou a circular em times de fora do Pará. Mas, para tirar o atacante do Paysandu, o clube vai precisar desembolsar uma boa quantia. Nicolas tem contrato com o Papão até final de 2022 e a multa rescisória de R$ 5 milhões. A diretoria já disse que não vai ser fácil tirá-lo do clube, até porque ele é necessário para os planos do Paysandu. 

O atacante concedeu entrevista exclusiva para O Liberal. Ele falou sobre o momento no time bicolor, sondagens de outros times, revelando quando começou, entre outros assuntos. 

Você acha que é uma liderança no Paysandu? Por quê?

Nicolas: Sempre me senti importante dentro do Paysandu. Um líder positivo, com muitas perspectivas e pensamento positivo. Essa liderança positiva vem de em forma de exemplos e atitudes em campo, no dia a dia, nos treinamentos, procuro ser o mais profissional possível. Dentro disso procuro fazer meu trabalho. Ajudar a equipe com meus gols e desempenho. Porque é assim que a gente consegue dar exemplo. E sei da minha importância como de outros atletas e sempre busco o melhor para equipe do Paysandu.

A cada ano a tua média melhora no Paysandu. É algo que você se cobra muito?

N: Estou tentando ano após ano bater minhas metas. Superar o ano anterior. A gente sabe que nunca é fácil. A gente sabe que a dificuldade sempre vai aumentar. Vou procurar fazer meu trabalho. Me dedicar bastante. Procurar fazer meus gols. Felizmente tenho cinco na temporada. Isso é muito bacana e dá confiança. Vou procurar fazer o maior número de gols possível e sempre tentar chegar nas competições. Isso é muito importante. E sempre atuar. Acho que o mais importante á a gente conseguir nossas metas. E estando em campo eu sempre vou buscar o maior número de gols possíveis. Isso que vou buscar na temporada.

As propostas de outros clubes tiram a tua concentração?

N: Não me tira de maneira alguma concentração no meu trabalho. Até porque essas propostas, sondagens, não são novidades. Elas acontecem desde 2019. Desde a metade do ano de 2019, quando vinha fazendo bom trabalho. O Paysandu tem uma camisa muito forte e isso gera especulação de outros clubes com atletas aqui. Se fosse tirar minha concentração, teria tirado lá atrás e visivelmente não tirou. Sempre tento fazer meu trabalho da melhor maneira possível e estar preparado. Meu foco é sempre estar preparado e trabalhando bastante.

Qual o recado que você deixa para o torcedor do Paysandu?

N: Conto com a torcida, com o apoio de todos. Independente do momento nós temos que sempre estar juntos em busca dos nossos objetivos. Dos objetivos do clube e só assim vamos sair dessa situação. Sempre marchando para um lado só e sempre juntos.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES