Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Com falha bizarra de Thiago Coelho, Paysandu perde para o Figueirense e se complica na Série C

Com o resultado, o Paysandu se manteve na lanterna do Grupo C da Terceirona, com nenhum ponto conquistado

Caio Maia

O Paysandu perdeu a terceira partida seguida na Série C e se complicou na busca pelo acesso à Segunda Divisão. O carrasco da vez foi o Figueirense-SC, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. O Papão até chegou a sair na frente do placar, com José Aldo, mas sofreu a virada com gols de Léo Arthur e Gustavo Henrique. Em um deles, o goleiro bicolor, Thiago Coelho, protagonizou uma falha bizarra. 

VEJA COMO FOI A PARTIDA LANCE A LANCE

Com o resultado, o Paysandu se manteve na lanterna do Grupo C da Terceirona, com nenhum ponto conquistado. Por outro lado o Figueirense-SC subiu para a liderança da chave. No entanto, para se manter na primeira colocação, o Figueira precisa secar o ABC-RN, que enfrenta o Vitória-BA, no Barradão, neste domingo (4). 

A próxima partida do Paysandu na Série C será contra o próprio Figueirense-SC. No domingo (11), às 17h, o Papão recebe o Figueira no estádio da Curuzu, em Belém, pela quarta rodada do quadrangular de acesso. 

Partida nervosa

A partida começou bastante tensa no Orlando Scarpelli. Figueirense e Paysandu pareciam batalhar por cada metro de campo. A postura agressiva da marcação das duas equipes provocou um jogo muito brigado no meio de campo, mas bastante movimentado no ataque.

Tudo isso pode ser explicado pelo desenho tático das duas equipes no início de jogo. O Paysandu veio no tradicional 4-2-3-1, com José Aldo livre atrás de Pipico. Por outro lado, o Figueirense fez uma formação de "encaixes" no meio de campo. Com um 4-1-4-1, o alvinegro catarinense deixou Oberdan na marcação individual de Aldo, bloqueando parte da criatividade bicolor.

Por conta disso, as melhores chances do Paysandu ocorreram em jogadas de contra-ataque. A equipe alviceleste passou a pressionar a saída de bola adversária e conseguir agredir a meta de Wilson. Já o Figueira investia em jogadas pela direita, usando bolas paradas.

Papão marca, falha e sofre o empate

No confronto de filosofias, o Papão levou a melhor no início. Aos 25 minutos, Leandro Silva fez boa jogada pela esquerda e cruzou. Wilson consegue a defesa, mas espalma nos pés de José Aldo, que só empurra para dentro.

No entanto, a vantagem Bicolor foi destruída minutos depois com uma falha bizarra do goleiro Thiago Coelho. O arqueiro bicolor errou a saída do gol, foi enganado pelo quique da bola e acabou encoberto. Na sobra, Léo Artur só empurrou para dentro do gol.

Pipico perde chance de ouro e Papão leva a virada

O segundo tempo no Orlando Scarpelli começou tão tenso quanto o primeiro. No entanto, o Paysandu voltou do intervalo pressionando mais o adversário no campo de defesa. O Papão passou a morder mais os zagueiros do Figueira e produziu boas chances nos minutos iniciais.

Por outro lado, o alvinegro catarinense adotou uma postura reativa. O time optava por contra-ataques no meio de campo, baseado em passes longos desde a defesa.

No meio de confronto de estilos de jogo, o Papão teve a chance de ouro de colocar o Papão na frente, aos 22 minutos. Mikael deixou o centroavante do Bicola cara a cara com Wilson, mas o jogador chutou mal, por cima do gol.

Na sequência, a bola parece ter punido o Papão. Em rápido contra-ataque, arma do Figueirense no segundo tempo, Gustavo Henrique foi lançado na área e tocou por cima de Thiago Coelho, com maestria, deixando o alvinegro na frente.

Briga na torcida

Após o segundo gol da equipe catarinense, a torcida do Papão que acompanhava o jogo no estádio passou a jogar objetos no gramado. Por conta da confusão, a partida ficou paralisada por vários minutos. A Polícia Militar e os jogadores do Figueirense conversaram com o árbitro e pediram para que seja anotada na súmula os objetos arremessados a campo.

Paysandu vai pro "abafa"

Precisando urgentemente se lançar ao ataque, Márcio Fernandes promoveu a entrada de três jogadores: Serginho, Alessandro Vinícius e Marcelinho. O Bicola até ganhou volume de jogo, mas sem efetividade. A tônica - ataque contra defesa - permaneceu até o apito final da partida. 

Ficha técnica

Figueirense x Paysandu

Campeonato Brasileiro da Série C - 3ª rodada do quadrangular

Local: Orlando Scarpelli
Data: 3/9/2022 (sábado)
Horário: às 17h

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Assistentes: Daniel do Espirito Santo Parro (RJ) e Wallace Muller Barros Santos (RJ)
Quarto árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho (RJ)

Cartões amarelos: Wilson, Kadu e Gustavo Henrique (FIG); Genílson, Mikael e Serginho (PSC).

Gols: Léo Arthur 30/1T e Gustavo Henrique 24/2T (FIG)/ José Aldo 25/1T (PSC).

Figueirense: Wilson; Muriel (Gustavo Ramos), Fernando, Kadu e Zé Mário; Oberdan, Léo Artur (Matheus Claudino) e Rodrigo Bassani (Moacir); Andrew, Jean Silva (Gustavo Henrique) e Tito (Nandinho). Técnico: Júnior Rocha

Paysandu: Thiago Coelho; Leandro Silva, Genílson, Naylhor e Patrick Brey (Igor Carvalho); Mikael (Serginho) e João Vieira (Wesley); Robinho (Alessandro Vinícius), José Aldo e Marlon; Pipico (Marcelinho). Técnico: Márcio Fernandes.

Paysandu
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM PAYSANDU

MAIS LIDAS EM ESPORTES