Sem ginásio disponível em Belém, Remo e Paysandu podem decidir futsal em Melgaço

O Re-Pa seria realizado no NEL, quarta-feira (13), mas o ginásio foi vetado pela nova direção do órgão

Braz Chucre

A grande final do Campeonato Paraense de Futsal Sub-20 entre Remo e Paysandu está sem local definido. Até segunda-feira (11), o jogo estava marcado para o ginásio Raimunda Albuquerque (NEL), entretanto, dirigentes dos clubes e federação foram comunicados de que o ginásio não seria liberado por decisão da nova direção do orgão.

LEIA MAIS

Paysandu vence Remo e fica numa boa pra ser campeão de futsal Sub-20

"Houve mudança de comando no NEL - Núcleo de Esporte e Lazer - e a nova direção está em fase de reorganização e por isso o ginásio não foi liberado", contou o técnico do Paysandu, Ronaldo Arruda.

Arruda afirmou ainda que todas as providências já tinham sido tomadas, inclusive com policiamento garantido para a segurança da partida marcada para quarta-feira (13), a partir das 20h. "Todos foram surpreendidos com a decisão da Seduc, órgão mantenedor do ginásio", disse.

Paysandu sai na frente do Remo na decisão do Futsal Sub-20 (Divulgação)

O novo local do Re-Pa está sendo avaliado pelos clubes e pela Fefuspa. Existe a possibilidade do jogo acontecer novamente na cidade de Melgaço, no Marajó, que foi sede da primeira partida no sábado (9), vencida pelo Paysandu por 3 a 1. Ainda tem o ginásio de Marituba como opção.

Remo, Paysandu e Fefuspa vão ter uma reunião com o prefeito de Melgaço para ter conhecimento da oferta do gestor de querer levar o jogo para sua cidade. "Vamos ouvi-lo e se for boa proposta, acredito no jogo em Melgaço será outra vez", diz Arruda.

No lado do Remo, de acordo com o diretor Carlos Resende, não existe obstáculo para manter o jogo na cidade marajoara. "Nós não temos ginásio para o Re-Pa, então, a solução e voltar para Melgaço", explica Resende, dizendo ainda que  o jogo pode acontecer até na sexta-feira (15).

Azulinos e bicolores decidem o título do Sub-20 do campeonato de 2018. O Papão joga com vantagem de perder por até um gol de diferença por ter vencido o  jogo de ida por 3 a 1. Ao  Remo, cabe vencer por uma diferença de três gols para ser o campeão. Se os azulinos vencerem também por dois tentos de diferença, a decisão irá para a prorrogação.

OUTRO LADO

A reportagem solicitou nota à Seduc sobre o ocorrido e aguarda posicionamento.

Mais Esportes