Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Projeto Nocaute na Violência terá nova edição neste sábado, com lutas profissionais; saiba mais

Evento promovido pelo técnico Zézé do Boxe tem por objetivo trazer os jovens para o mundo do esporte. Na próxima sexta-feira haverá a pesagem dos lutadores inscritos

Luiz Guilherme Ramos

O evento esportivo Nocaute Na Violência chega ao 10º ano promovendo grandes transformações no cenário esportivo paraense. Por auxiliar centenas de jovens a ingressarem no mundo do boxe, a iniciativa coordenada pelo técnico Zezé do Boxe chega em mais uma edição promovendo lutas e, desta vez, a profissionalização de quem sonha em atuar nos ringues.

VEJA MAIS

VÍDEO: Lenda do boxe paraense, Zezé do Boxe completa 70 anos de vida e 50 de carreira
A equipe de O Liberal foi conhecer um pouco da história do mestre


Jovens atletas do boxe paraense disputam Mundial escolar na França
Ao todo, seis estudantes foram selecionados para a competição, que ocorre em maio


'Nocaute na Violência' quer formar atletas profissionais de boxe em 2022
Nesta quinta-feira (17) ocorre o lançamento do novo formato do projeto

“O nocaute na violência foi fundado em 2012 e está chegando ao décimo ano. É um evento que cresceu muito. A partir de agora, essa garotada que vem disputando vai ter a oportunidade de se profissionalizar. Vamos fazer o lançamento dos atletas profissionais, a fim de que eles deixem de disputar apenas torneios de projetos sociais", explica Zezé. 

Lutas e homenagens

Nesta sexta-feira, entre 8h e 10h da manhã, no Hangs Burgs, na Cidade Velha, haverá a pesagem oficial das 10 lutas programadas para acontecer no dia seguinte, na sede do Pará Clube, cinco delas no amador e outras cinco pelo profissional. A principal luta do evento será na categoria pesado, entre o paraense William Coutinho e o paulista Luiz Poerari, ambos criados em projetos sociais. "O William lutou uma vez e está com a gente há cerca de seis anos. O adversário dele é de Campinas-SP e também conheceu o boxe através de um projeto social, onde é treinado por uma mulher. 

Além disso, no dia do evento haverá uma homenagem ao ex-árbitro de boxe Antônio Bernardo, de 82 anos. Bernardo tem mais de 50 anos dedicados ao esporte e é o profissional com o maior número de lutas no mundo. Ao todo, foram mais de sete mil combates arbitrados mundo afora. Nos bastidores, o entusiasta é responsável pela criação do Conselho Nacional de Boxe Feminino e Masculino e pela profissionalização do esporte no Pará. 

"Até os anos 90, o boxe aqui era amador. Foi graças ao Antônio Bernardo que alcançamos a profissionalização e pudemos revelar talentos como Patinho. Gil Carvalho, Luiz Ferreira, Rocinha, Zé Ronaldo, Dinamite Gomes, entre outros", revela. 

O calendário do “Nocaute na Violência” já tem datas para os próximos eventos. No dia 20 de agosto será realizado na cidade de Portel, no mês de setembro o evento vai para Moju e o encerramento será no mês de dezembro, em Belém, onde haverá uma super edição, com a presença de várias modalidades de lutas, numa ampla confraternização do esporte e da juventude.      

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES