Vítima de covid-19, morre ídolo do basquete do Remo

Marçal tinha 65 anos e defendeu as cores do Leão, além da Tuna e Paysandu

Andre Gomes

Mais uma perda para o Clube do Remo e esporte paraense. O ídolo do basquete azulino, Antônio Marçal de Sousa Filho, o Marçal, morreu nesta segunda-feira (14), aos 65 anos, vítima de covid-19, o novo coronavírus. Em sua carreira, Marçal também defendeu as cores da Seleção Brasileira juvenil, Paysandu e Tuna, mas foi no Remo que fez história.

Marçal (à esquerda) é um dos grandes nomes do basquete paraense (Reprodução)

O Clube do Remo lamentou a morte do ídolo na rede social.

 

Marçal deixa um legado do quanto o basquete paraense foi competitivo numa época de intensa rivalidade e, sobretudo, bom basquete. "Em nome de todos os segmentos ligados ao basquete paraense,  lamentamos  profundamente o falecimento do grande atleta e amigo Marçal. Marçal foi ídolo dos torcedores e de seus companheiros e adversários,  pela qualidade técnica de seu basquete. O basquete paraense está de luto. Que Deus o receba de braços abertos", disse Paulo Seráfico, um dos atletas relevantes do basquete paraense e amigo de Marçal.   

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES