Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

FIA aprova novo regulamento de motores na F1 para 2026; veja cinco mudanças

Novas diretrizes prometem ser mais sustentáveis e abrem portas para novos construtores

Aila Beatriz Inete

A partir de 2026 a Fórmula 1 estará com um novo regulamento de motores. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) publicou nesta terça-feira (16) que o conselho da entidade aprovou o documento que trata das novas unidades de potências e diretrizes. Com isso, a FIA abre portas para novos fabricantes e firma um compromisso para se tornar uma categoria mais sustentável. 

“A FIA continua a investir em inovação e sustentabilidade em todo o nosso portfólio de esportes a motor. A introdução de tecnologia avançada nas unidades de potência, assim como combustíveis sintéticos sustentáveis, se alinha com nosso objetivo de fornecer benefícios a motoristas e a meta de emissões zero de carbono (Net Zero) em 2030. A Fórmula 1 está vivendo um imenso crescimento e estamos confiantes que esse regulamento vai aumentar o ânimo que nossas mudanças de 2022 produziram”, declarou o presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem.

VEJA MAIS 

F1: 4 vezes em que o líder da disputa antes da ‘pausa de verão’ perdeu o campeonato
A pausa realizada nas três primeiras semanas do mês de agosto é uma tradição que foi instituída na categoria em 2008

F1: Gasly na Alpine? Red Bull descarta cláusula que pode facilitar a ida do piloto para outro time
Pierre Gasly está na AlphaTauri, time associado a RBR, até 2023

Tem brasileiro na F1? Veja quais os candidatos do Brasil para os próximos anos
Promessas da categoria são cogitadas para a próxima temporada, mas, principalmente, para o futuro

A estrutura de 2026 é baseada em quatro eixos: a manutenção do espetáculo; sustentabilidade; redução dos custos para as equipes e a possibilidade de atração de novos fabricantes. 

VEJA CINCO MUDANÇAS 

Mais sustentável 

Muito se fala sobre o impacto das corridas da Fórmula 1 no meio ambiente. Com isso, a equipe técnica da FIA vinha fazendo estudos voltados para a sustentabilidade dos carros. As novas unidades de potência funcionarão com combustíveis sustentáveis. Assim nenhum novo carbono será queimado a partir de 2026. 

Mais potência elétrica 

A F1 promete ser mais competitiva. O atual motor de combustão interna V6 vai incluir um componente elétrico bem mais potente. Assim, o MGU-K (kinetc Motor Generator Unit) pode triplicar a quantidade de energia elétrica produzida pelos atuais elementos híbridos.  

VEJA MAIS 

Após decisão polêmica da F1 em 2021, Lewis Hamilton admite que ‘considerou’ se aposentar
Heptacampeão perdeu o título na última volta para Max Verstappen depois de decisão polêmica da direção de prova

Leclerc se distancia da briga e Verstappen fica tranquilo na liderança do campeonato da Fórmula 1
Piloto holandês venceu no GP da França e está 63 pontos a frente do segundo lugar no campeonato

Fórmula 1: Alpine anuncia substituto para vaga de Alonso, mas piloto nega acerto; saiba mais
Oscar Piastri usou o Twitter para negar que havia assinado com o time francês para 2023

Mais segurança 

Com o MGU-K colocado dentro do chassi, próximo à bateria e do controle eletrônico, todos os itens de alta tensão serão controlados por uma célula de segurança. 

Mais baratos 

A partir de 2026 terá um limite de custo para o motor. Além disso, não será permitido itens mais caros como o MGU-H ou componentes padronizados. As novas regras darão mais trabalho para as equipes pensarem e desenvolverem os seus carros melhores e com diferencial. Os times ainda poderão modificar os sistemas elétricos. 

Mais desafios para os pilotos

Como os componentes do MGU-H serão removidos, o turbo lag pode voltar e pode deixar o carro mais difícil de guiar nas saídas de curvas. Assim, o talento dos pilotos será fundamental para controlar o carro. 

(Aila Beatriz Inete, estagiária, sob supervisão de Pedro Cruz, coordenador do Núcleo de Esportes)

Mais Esportes
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM MAIS ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES