Torcedores de Remo, Paysandu e Tuna falam sobre o futuro de seus clubes

Críticas não faltaram para Leão, Papão e Águia

Andre Gomes

Belém está completando 404 anos e período de aniversário também é hora de pensar no futuro e em mudanças, e o futebol não foge disso. Por isso, a Redação Integrada de O Liberal convidou três torcedores, representando os três maiores clubes da capital paraense: Remo, Paysandu e Tuna.

Todos inspirados pelos pais, o tunante Waldercleydes Magalhães, 65 anos, aposentando - que foi terceiro goleiro da Tuna nos anos 70 - o remista Renan Albuquerque, 24 anos, estudante de administração, e o bicolor Antonio Carlos Alencar, 27 anos, agente de portaria, compartilharam suas visões, pensando no futuro de seus clubes.

PERSPECTIVAS

Magalhães, chamado de Vó Tuna, e Alencar têm sentimentos parecidos, apesar da realidade do Bicolor ser muito mais favorável. Ambos opinam que seus clubes se afastam cada vez mais dos torcedores.

"Eu não tenho perspectivas para que, em 10 anos, mude totalmente o Paysandu, com o pensamento que tem hoje. Se tivesse mais jovens e torcedores lá dentro apontando os erros, aí sim eu ia ver uma melhora muito grande", comentou Alencar.

"Não vejo a Tuna com boas perspectivas olhando para os próximos anos. Caímos em um poço quase sem fim. Falo no todo, administrativamente a Tuna caiu em decadência, ficou sem dinheiro e virou uma bagunça". "Ela é torcedora, que por ter sofrido nas arquibancadas, talvez leve para a administração algo que a gente cobrava", diz Magalhães.

Quem possui mais esperanças é Renan. Segundo o torcedor Azulino, apesar de ainda precisar de mudanças em alguns aspectos, o Leão vem acertando e Renan fala na necessidade de continuidade no atual trabalho, para colher os frutos no futuro.

"A perspectiva que tenho para o Remo é animadora. Ainda há muito o que melhorar, mas hoje o clube vem pagando em dia, honrando suas dívidas, se estruturou com a academia e o novo departamento médico. Mantendo uma gestão séria, daqui a 10 anos, acredito que estaremos na Série A, com mais estrutura, investindo na base e esportes amadores", finalizou.

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM ESPORTES