Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

São Paulo pressiona, mas não sai do zero com o Athletico-PR e estaciona na tabela do Brasileiro

m jogo truncado no Morumbi e com boas chances do Tricolor, equipes empatam

LANCE!

O São Paulo empatou com o Athletico-PR na noite desta quarta-feira (24) por 0 a 0, no Morumbi, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado foi ruim para ambas as equipes, já que o Tricolor fica na 14ª posição com 42 pontos, mesma pontuação do Furacão, que está na 12ª colocação. 

O São Paulo volta a campo contra o Sport, no próximo sábado (27), às 21h30, novamente no Morumbi. Já o Athletico encara o Corinthians, no domingo (28), às 16h, na Neo Química Arena. 

SÃO PAULO COMEÇA O JOGO NO ATAQUE
​A partida iniciou com o São Paulo buscando impor o ritmo, apoiado por mais de 40 mil pessoas no Morumbi. Logo no primeiro minuto, Rigoni avançou e cruzou rasteiro. Calleri se esticou e quase alcançou a bola para finalizar. 

Aos seis, nova chegada do Tricolor. Calleri ganhou a jogada perto da área e tocou pelo alto para Rigoni. O atacante se jogou na bola e conseguiu desviar, mas o goleiro Santos fez boa defesa com o pé, evitando o tento do são-paulino. Quatro minutos depois, Rigoni bateu bonito de fora da área para boa defesa do goleiro do Furacão. 

REINALDO SE ENVOLVE EM LANCE POLÊMICO E SÃO PAULO QUASE MARCA
Aos 13 minutos, um lance polêmico aconteceu. Reinaldo fez falta dura em Renato Kayzer, atingindo o tornozelo do atacante com a sola. O árbitro Leandro Pedro Vuaden advertiu o lateral com cartão amarelo. Já os jogadores do Athletico ficaram pedindo a expulsão do camisa seis.

Depois do lance, o jogo deu uma acalmada. A chance de gol seguinte foi novamente do São Paulo. Reinaldo cruzou da esquerda, Sara cabeceou de raspão e a bola passou na frente de Arboleda, que não conseguiu completar para o gol.

PARTIDA ESFRIA ATÉ O INTERVALO
As duas equipes faziam um jogo equilibrado. O Athletico conseguia neutralizar bem as jogadas do São Paulo, enquanto o Tricolor tinha dificuldades na conclusão das jogadas. Aos 40, o Furacão tentou chegar. Cittadini recebeu no ataque, rolou para Nikão, que errou ao passar para Terans. A zaga do São Paulo afastou.

Já o Tricolor teve uma boa chance com 45 minutos. Calleri recebeu em boa condição no ataque, mas atrasou a jogada e perdeu a dividida para Pedro Henrique. A bola saiu para tiro de meta.

RIGONI PERDE BOA CHANCE PARA O SÃO PAULO
​A etapa final iniciou com o Tricolor quase abrindo o marcador. Logo com um minuto, Rigoni partiu sem marcação pelo meio do campo, invadiu a área, cortou o primeiro marcador e bateu na diagonal. Marcinho tirou e evitou o gol são-paulino. 

O São Paulo construiu outra chance com 13 minutos. Arboleda completou cruzamento dentro da pequena área, mas bateu em cima do Santos. O zagueiro, porém, estava impedido. Dois minutos depois, quase um lance de sorte ajudou o Tricolor. Após recuo para o goleiro Santos, ele chutou a bola em cima de Pablo, mas ela acabou saindo pela linha de fundo. 

JOGO NÃO ENGRENA NO MORUMBI
Quando parecia que as equipes iam se soltar para o ataque, a partida ficou novamente muito truncada. O São Paulo apostou na entrada de Benítez, mas o setor ofensivo errava no último passe, o que dificultava na chegada ao gol do Furacão. 

Enquanto isso, o time paranaense conseguia controlar bem a partida e apostava na velocidade de Nikão, bem marcado pela zaga são-paulina. O Tricolor conseguiu assustar aos 28. Sara rolou para trás, para Igor Gomes, que bateu em cima de Christian.

SÃO PAULO PRESSIONA NO FIM DA PARTIDA
​Com dificuldades na criação, o técnico do São Paulo, Rogério Ceni apostou na entrada de Pablo, que quase marcou aos 37. Orejuela chegou no fundo e cruzou. O camisa nove cabeceou forte, mas para fora, por cima da meta do Athletico-PR.

Com 42 minutos, Vitor Bueno cruzou de esquerda. No segundo pau, Christian tirou a bola antes dela chegar no Pablo. Um minuto depois, foi a vez do Furacão chegar. Pedro Rocha segurou a bola, se livrou de Orejuela e Benítez, mas chutou torto, para fora.

No último suspiro, aos 50 minutos, Arboleda ajeitou e bateu para longe, de for da área. Final do jogo no Morumbi e empate ruim para ambos. 

Futebol
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES