CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Ex-Remo e Paysandu, preparador físico paraense conquista título e acesso nos Emirados Árabes

O preparador físico Antônio Júnior celebra a conquista pelo Al Orooba FC, dos Emirados Árabes e relembra passagens pelo Leão e Papão na carreira

O Liberal
fonte

O paraense Antônio Júnior colhe os frutos de uma temporada dos sonhos nos Emirados Árabes Unidos. Júnior é preparador físico do Al Orooba FC, equipe que lidera a Segunda Divisão nacional dos Emirados Árabes e conquistou o título e o acesso para a elite do futebol do pais. Já na reta final da temporada, o preparador físico comemora o objetivo alcançado, relembra momentos difíceis da temporada e cita as passagens que teve pelo Remo e Paysandu.

Aos 32 anos e com passagens por vários clubes, Antônio Júnior vive um bom momento na carreira. Comandando a preparação física do Al Orooba FC, a equipe conquistou o tão esperado acesso e de quebra o título da Segunda Divisão da Liga dos Emirados Árabes Unidos. Há um ano no Al Orooba FC, afirma que o clube está em um projeto de expansão e organização.

“O clube possui três campos com projeto de mais um vindo por aí, além de um estádio sendo construído projetado para inaugurar em janeiro de 2025”, disse.

VEJA MAIS

image Remo: Idade elevada e avaliações; preparador físico cita trabalho com atletas acima dos 30 anos
A equipe de O Liberal conversou com preparador físico Antônio Júnior, que detalhou alguns protocolos aplicados com atletas, em especial jogadores acima dos 30 anos

image Preparador físico alerta para jogo às 10h para atletas em fase de pré-temporada
Antônio Júnior, ex-preparador físico do Remo, disse que o calor prejudica no rendimento dos jogadores em campo

image Preparação física de 'mulher para mulher' influencia mudança de patamar da Esmac
No Dia Internacional da Mulher, atletas da Esmac contam as vantagens de ter uma preparadora física do sexo feminino

Em um país de uma cultura totalmente diferente da do Brasil, Antônio Júnior falou que, a grosso modo não existe uma diferença entre a preparação física no Brasil e nos Emirados Árabes, porém, o convívio com jogadores e comissão técnicas europeus faz com que a relação do futebol seja um pouco diferente.

“Não existe diferença de maneira geral na preparação física, mas lidamos com outros tipos de culturas. Falo tanto em relação aos atletas quanto em relação aos treinadores com quem trabalho que são europeus. Às vezes pensamos a preparação física de uma maneira diferente o que vai ser levado em conta é o diálogo e o respeito com o ser humano”, comentou.

image Antônio Júnior teve passagens pelo Remo e Paysandu, sendo o Leão seu último clube em Belém (Arquivo pessoal)

A competição ainda não acabou, mas Antônio Júnior conta os dias para retornar a Belém, para passar as merecidas férias, após o principal objetivo do clube ter sido conquistado. O preparador físico relembra com orgulho das passagens que teve pelo Paysandu e também pelo Remo e afirma que todo aprendizado nos clubes paraenses serviu para colher os frutos atualmente.

“Volto ao Brasil em breve, para férias e vamos ver o que Deus tem para mim. Se os planos dele for permanecer eu só tenho que agradecer e seguir honrado. Conheço o futebol paraense, pois é onde amo estar e acompanhar. Estive no Paysandu com uma passagem de estágio bem curta, porém enriquecedora e estou sempre torcendo e acompanhando o clube. O Remo foi minha faculdade, estive lá de 2016 até o final de 2018 e pude viver grandes emoções, sou grato pelo clube e pelas pessoas que encontrei no caminho, pode ter certeza que lembro de todos. Foram ciclos necessários para viver o que vivo hoje”, disse.

As constantes mudanças, a cultura diferente, sair da zona de conforto, tudo isso serviu para que Antônio Júnior pudesse encarar o futebol de uma outra maneira, com outro olhar e, saber conviver com as adversidades que estar longe da família.

“A principal dificuldade é na verdade o que todos os profissionais encontram quando saem do seu País. A saída da zona de conforto traz mudanças que na maioria das vezes são dolorosas, mas enriquecedoras e nos faz crescer. Trabalhar com pessoas que pensam diferente, de culturas diferentes se você souber lidar, só tem a crescer como pessoa e como profissional, mas para isso precisamos ter convicção no trabalho e empatia com todos”, falou.

image Preparador físico Antônio Júnior voltará a Belém para passar férias (Arquivo pessoal)

O acesso e o título foram construídos com empenho de todos na equipe. O futebol é coletivo não só dentro de campo, mas principalmente fora dele e Antônio Júnior relembrou momentos marcantes nessa conquista pelo Al Orooba FC.

“O acesso foi de muita emoção, principalmente pelos atletas do país. Ficamos maravilhados com o que foi feiro e nos mostra o quanto foi importante o trabalho duro, pois não éramos a equipe favorita para o acesso e muito menos para conquistar o título, ainda mais do jeito que foi com cinco rodadas de antecedência. Então foi muito gratificante observar o resultado do nosso trabalho e a dedicação desses atletas”, finalizou.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Futebol
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM FUTEBOL

MAIS LIDAS EM ESPORTES