Jornalista paraense produz documentário sobre a história de vida de Rivaldo, pentacampeão em 2002

A produção já está disponível nas plataformas de streaming e na Globoplay

Andre Gomes
fonte

Em tempos de Copa do Mundo, craques do passado sempre são lembrados pelo torcedor brasileiro. Um dos protagonistas do pentacampeonato de 2002, o ex-atacante Rivaldo ganhou um documentário – em formato podcast – produzido pelo paraense Leonardo Aquino, editor-chefe do Globo Esporte de Pernambuco: Rivaldo Confidencial.

Mesmo com todos os títulos que um jogador de futebol pode cobiçar no currículo, Rivaldo, como a produção mostra, é um pouco ofuscado em relação alguns contemporâneos. Rivaldo Confidencial trata dessa e várias outras questões em torno do ex-jogador.

A produção está disponível nas plataformas de streaming e na Globoplay. Aproveitando o momento, a equipe de esportes de O Liberal conversou com Leonardo, que explicou um pouco sobre o projeto e sobre a própria personalidade de Rivaldo. Confira!

image Leonardo Aquino é o criador e apresentador de Rivaldo Confidencial (Reprodução / Globoplay)

1. Como surgiu a ideia de fazer este documentário sobre o Rivaldo?

"A ideia surgiu quando percebi que em 2022 haveria duas datas redondas relevantes para a biografia do Rivaldo: os 50 anos de nascimento dele e os 20 anos do penta. Embora fosse um personagem enorme para o futebol brasileiro, a história dele não é muito conhecida. Esse desconhecimento poderia levar a um enviesamento da opinião que a memória coletiva tem sobre ele. Então resolvi transformar essa ideia num projeto e o apresentei num pitching de projetos originais de esporte do Globoplay, específico para podcasts narrativos. Um formato que consumo bastante e que acho que ainda tem muito espaço para crescer no Brasil. O projeto foi aprovado em março e, desde então, tive o suporte do Globoplay e de uma produtora contratada para tirar o podcast do papel".

2. Você é fã do jogador? Conte um pouco sobre como o Rivaldo te impactou como torcedor/alguém que gosta de futebol?

"Sou fã do futebol do Rivaldo desde criança. Minha primeira lembrança sobre ele é de vê-lo jogar no Corinthians em 1993. Ele tinha chegado ao Corinthians junto com outros três jogadores vindos do Mogi-Mirim: Leto, Válber e Admilson. Eles eram a espinha dorsal do time conhecido como carrossel caipira. No Corinthians, o Rivaldo acabou tendo mais destaque que os demais e seguiu uma carreira vitoriosa que acompanhei: Palmeiras, futebol espanhol, Seleção Brasileira... eu me impressionava com o jeito como o Rivaldo se movimentava".

3. Ao que você atribui o fato do Rivaldo ser talvez um dos craques mais "esquecidos"?

"Eu não chamaria de esquecimento, mas sim de uma memória ofuscada. O principal motivo é o fato de o Rivaldo ser uma pessoa absolutamente introvertida, completamente diferente do que se espera de um jogador brasileiro de futebol. E como ele conviveu com fenômenos esportivos e midiáticos (Ronaldo, Romário, Ronaldinho Gaúcho), a memória coletiva costuma se lembrar mais rápido desses jogadores mais expansivos e carismáticos. Acho também que a imprensa não teve boa vontade em compreender a personalidade do Rivaldo. E isso reverberou na forma como comentaristas e colunistas da época o tratavam. Por mais que o Rivaldo fizesse chover em campo, sempre havia algum questionamento, alguma ressalva. Em pleno auge da carreira, o Rivaldo foi chamado de 'soberbo peladeiro' ou de 'não ter inteligência para jogar na posição em que joga'. Isso contribuiu para a formação do senso comum sobre o jogador".

4. Como paraense, como foi pra você essa experiência de poder ter produzido este documentário?

"Acho que o fato de eu ser paraense não é algo que faça muita diferença nesta produção. O Rivaldo é um personagem universal. Quem acompanha futebol, seja de onde for, sabe que ele foi um grande jogador. E, pessoalmente, foi muito satisfatório mergulhar na história dele para poder recontá-la ao público. Quando você conhece os detalhes da biografia de um personagem, você passa a compreender melhor algumas atitudes que ele tomou. Espero que meu trabalho consiga suprir essa lacuna e ser pelo menos um ponto de partida para as pessoas conhecerem melhor o Rivaldo".

Copa do Mundo
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ESPORTES

MAIS LIDAS EM ESPORTES