Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Preços de pescado caem pelo sexto mês consecutivo

Foram analisadas 38 espécies de peixes mais vendidas na capital

O Liberal

A maioria dos pescados comercializados em Belém,pelo sexto mês consecutivo, teve queda nos preços, de acordo com a pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) e pela Secretaria Municipal de Economia (Secon), divulgada nesta quinta-feira (14).

O estudo analisa a comercialização de 38 espécies de peixe nas feiras livres e supermercados da capital. As quedas mais expressivas identificadas foram a dourada, com baixa de 12,20%, seguida do peixe-pedra com -9,53%; bagre -9,17%; aracu- 8,77%; piramutaba -8,63%; filhote -8,51%; corvina -7,91%; cachorro de padre -7,71%; xaréu -5,18%; gurijuba -4,96%; pratiqueira -4,95%; pacu -4,60%; tucunaré -4,35% e o tambaqui com queda de 4,05%.

Por outro lado, algumas espécies de pescado apresentaram alta, com destaque para o cangatá com alta de 6,67%, seguido da pescada branca com 6,53%; curimatã 6,36%; mapará 6,08% e da sarda, com elevação de 3,99%.

“Apesar dos recuos de preços observados no mês anterior, verificamos alta na média da maioria dos pescados comercializados nos nove primeiros meses do ano, de janeiro a setembro de 2021, com reajustes acima da inflação para o mesmo período, calculada em 6% (INPC/IBGE)", explicou o supervisor técnico do Dieese no Pará, Roberto Sena.

No comparativo dos preços em um ciclo de 12 meses, de setembro de 2020 a setembro 2021, Sena destaca que as elevações são mais significantes ainda, com percentuais em torno de 10% de um período para o outro.

Segundo o secretário municipal de Economia, Apolônio Brasileiro, é comum as elevações no primeiro semestre do ano devido aos fatores sazonais do pescado. Porém, os valores se equilibram a partir do segundo semestre onde há maior oferta do produto para o consumo. “Por isso, convido a todas e todos que visitem nossos mercados municipais que estão bem abastecidos com uma variedade de pescado acessível à população de Belém”, destacou o titular da Secon.

 

Palavras-chave

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA