Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vale assina contrato para implantação de usina em Marabá

Siderúrgica terá capacidade para produzir 500 mil toneladas do produto de forma mais sustentável

O Liberal

No aniversário de 109 anos do município paraense de Marabá, a mineradora Vale assinou contrato para início das obras de instalação da usina de Tecnored, projetada para a capacidade de produção de até 500 mil toneladas de ferro-gusa. O investimento é de mais de R$ 1,6 bilhão.

De acordo com a Vale, o início das operações está previsto para 2025. A meta da mineradora é operar a planta com 100% de biomassa até 2030. “A implantação da Tecnored representa um passo importante na transformação da mineração, contribuindo para tornar a cadeia do processo cada vez mais sustentável. O projeto Tecnored é de grande importância para a Vale e para a região e trará ganhos de competitividade, sustentabilidade ambiental e desenvolvimento para a região”, afirma o presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo.

O governador Helder Barbalho participou da solenidade e ressaltou que a medida é importante para agregar valor ao minério paraense e impulsionar o desenvolvimento socioeconômico da região.

O projeto, que será implantado no Distrito Industrial do município, permitirá a produção de ferro gusa com baixa emissão de carbono (gusa verde), e deverá gerar, na fase de implantação, 2,6 mil empregos diretos e indiretos e 400 postos de trabalho na fase operacional. Ao longo de toda a sua vida útil, o projeto tem a expectativa de gerar R$ 15,2 milhões em salários por ano e R$ 350 milhões em exportações anualmente.

“É um processo de fazer ferro-gusa de forma diferente. Que não polui e não usa carvão mineral. É um semielaborado. Temos que depois cobrar o próximo passo, que é de minério elaborado e verticalizar de fato a mineração”, disse o prefeito de Marabá, Tião Miranda.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA