Segmento de cursos preparatórios para concursos deve crescer ainda mais em 2023

Demanda está cada vez maior, atestam empresários, principalmente para as aulas virtuais

O Liberal
fonte

O setor de cursos preparatórios para concursos não tem do que reclamar, desde o ano passado. Com a grande quantidade de editais que vêm sendo publicados, seja em nível federal, estadual ou municipal, as empresas do ramo seguem crescendo. E o público, ávido pela estabilidade que só um emprego público pode garantir, não mede esforços - e nem recursos - para se preparar melhor para as provas, diante de uma concorrência cada vez maior e mais qualificada. “As salas do nosso curso estão todas preenchidas. A procura em 2023 já aumentou absurdamente em relação a 2022”, atestou o professor de redação Elton Marinho, que trabalha na área de concursos públicos há 18 anos. 

Segundo ele, hoje, os cursos mais procurados são os preparatórios para o concurso do Instituto de Gestão Previdenciária e Proteção Social do Estado do Pará (IGEPPS), antigo Igeprev, que segue com inscrições abertas até o mês de fevereiro, e para o Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará, cujas inscrições se encerram no próximo dia 16. 

“No caso do meu curso, como é específico de redação, o custo é de, em média, entre R$ 150 e R$ 200. Já cursos que ofertam todas as matérias, em média, não saem por menos de R$ 400 ou R$ 500”, pontuou. 

Já o também professor Ricardo Fatrin, há doze anos na área, com cursos específicos na área do Direito, ressalta o fato de ter aumentado muito, também, nos últimos anos, a modalidade de cursos preparatórios online, área na qual ele já atua. “A modalidade online ganhou muita força no pós-pandemia, tanto em módulos completos quanto em cursos específicos, como é o caso de redação”, detalhou. Nesse caso, segundo ele, há uma diferenciação de preços. Um curso presencial custa em torno de R$ 399 e um curso online, R$ 299, para um pacote de dois meses em ambos os casos. 

Para Fatrin, os concursos que deverão ser mais concorridos agora, no Estado, são os da Prefeitura de Moju, cuja prova já acontece no próximo domingo, 15, do Banco do Brasil e Hospitais Ophir Loyola e Santa Casa. “Além disso, ainda temos o da Polícia Civil, pela nossa tradição, e o da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), que está esperado para este ano”, informou. 

Empreendor aposta mais nas aulas virtuais do que nas presenciais 

O empreendedor Rafael Guimarães tem 37 anos e já está na batalha dos concursos públicos há pelo menos seis anos. Ele diz que a sua maior motivação é a busca por uma segurança financeira que uma vaga de concurso público pode proporcionar. Para isso, não tem medido esforços. “Neste momento, eu estou focando para os concursos do Estado, embora já tenha feito muitos concursos tanto para o município quanto para a área federal. E hoje, com uma certa experiência, eu digo que se a pessoa tiver uma carga horária de duas horas para estudar por dia, não precisa ficar se matando. Quando você quer e tem um foco, com direcionamento e planejamento, é muito melhor”, ensina ele, que busca muito mais qualidade do que quantidade de cursos preparatórios. 

“Não adianta você comprar cursos caríssimos e, às vezes, perder tempo e dinheiro em uma coisa que não vai te ajudar e não vai te dar a orientação necessária pros estudos. Por exemplo, às vezes a pessoa compra um material que é tão grande, tão extenso, que não consegue vencê-lo no tempo do concurso. Então, hoje, eu acho que os materiais você deve procurar num cursinho preparatório, e nem precisa mais ser numa sala de aula. Gosto mais das videoaulas, pois as coisas são mais direcionadas”, avalia. 

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA