Prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas do Pará termina sábado (30/07)

Igeprev alerta que benefício pode ser suspenso caso segurados não atendam ao chamado para realizar o censo previdenciária

O Liberal

Após vários adiamentos, termina neste sábado (30) o prazo para que aposentados e pensionistas compareçam às unidades de atendimento do Instituto de Gestão Previdenciária (IGEPREV), para a realização do censo previdenciário. De acordo com o Instituto, 2.181 segurados ainda não atenderam o chamado e podem ter o benefício suspenso a partir da próxima segunda-feira (1º).

A atualização dos dados cadastrais de segurados e pensionistas iniciou em novembro de 2020, com previsão de encerramento para dezembro de 2021, mas com o início da pandemia de coronavírus, precisou ser suspensa em fevereiro do ano passado, retornando em junho. Após a retomada, o prazo de conclusão ainda foi prorrogado três vezes, finalizando definitivamente amanhã. O Igeprev afirma que não haverá nova prorrogação.

Onde realizar o recadastramento

Os beneficiários têm até às 17h para buscar atendimento nas unidades do Igeprev, durante a semana. Neste sábado, o Instituto vai atender até 12h. Para se regularizar, o segurado deve, antes, agendar o atendimento pelo call center do Igeprev, pelos telefones (91) 3217-7037 e (91) 3182-3500 (que também funciona como WhatsApp), ou pelo site sistemas.igeprev.pa.gov.br/siaag. A lista com os documentos necessários para a realização do recadastramento está disponível no site do Igeprev, na aba “censo previdenciário”.

Pendências

Até a última quinta-feira (29), 43.035 beneficiários já haviam concluído o recadastramento, mas 1.234 ainda têm pendências documentais junto ao órgão, além dos mais de 2 mil que não atenderam ao chamado. Após o encerramento do censo quem não se regularizou terá 90 dias para comparecer no Igeprev para regularizar sua situação.

Para facilitar o acesso ao serviço, o Igeprev implementou o Censo Itinerante, realizado em unidades móveis que ainda percorrem os municípios do interior paraense.

“O Igeprev criou todas as condições aos beneficiários, tanto os residentes na região metropolitana de Belém, quanto aqueles que moram nas cidades do interior, para que possam atualizar seus dados e evitar a suspensão dos pagamentos. Mas é preciso que as pessoas que ainda não se recadastraram ou que têm pendências documentais que procurem o mais rapidamente possível as unidades do instituto”, alerta o presidente do Igeprev, Giusepp Mendes.

O objetivo do Censo Previdenciário é atualizar os dados cadastrais e também viabilizar a elaboração de ações de gestão e educação previdenciária. Por determinação da Lei Federal nº 10.887/2004, todos os regimes próprios de previdência devem fazer o recadastramento de seus segurados a cada cinco anos.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA