Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Pará emprega mais de 3.700 trabalhadores formais no setor da agropecuária em um ano

É o maior saldo entre os estados da Região Norte

O Liberal

Nos últimos 12 meses, o Pará registrou um crescimento de 3.746 postos de trabalhos formais no setor da Agropecuária, no comparativo entre admitidos e desligados, de acordo com o estudo produzido em parceria entre o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) e a Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda - SEASTER.

No período analisado, foram feitas 18.340 admissões contra 14.594 desligamentos no Estado. As análises mostram que todos os estados da Região Norte registraram saldos positivos, com destaque para o Pará, seguido seguido do estado do Tocantins com a geração de 939 postos de trabalhos, Rondônia com saldo de 625 postos, Roraima com 151, Amazonas com 143, Acre com 85 e Amapá com 31 postos no setor. 

Somente neste ano (Jan-Ago/2021), foram feitas 13.445 admissões, contra 9.775 desligamentos, gerando um saldo positivo de 3.670 postos de trabalhos no setor da Agropecuária. No balanço sobre a flutuação dos postos, no último mês analisado (Agosto/2021), foram 1.875 admissões contra 1.445 desligamentos, com um saldo positivo de 430 postos de trabalhos formais no setor. 

O estudo teve como base as informações oficiais do Ministério da Economia e levou em consideração apenas os números de trabalhadores com carteira assinada, coletados de empresas que abarcam apenas o setor privado. 

Palavras-chave

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA