Órgão quer que BC retire cédulas de R$ 200 de circulação

Defensoria Pública alega 'falta de acessibilidade', devido a dimensões iguais à nota de R$ 20

Redação Integrada com informações do G1

A Defensoria Pública da União (DPU) quer que o Banco Central suspenda a confecção das notas de R$ 200. A solicitação se deu a partir de uma Ação Civil Pública na Justiça. O argumento do órgão é de "falta de acessibilidade", já que as cédulas têm a mesmas dimensões da nota de R$ 20.

"A inviabilização da identificação da nova cédula pelas pessoas com deficiência visual, por gerar efeitos de exclusão e prejuízo ao exercício dos direitos dessa comunidade, caracteriza discriminação por parte da Administração Pública", diz trecho do documento.

A ação, protocolada na sexta-feira, 9, é assinada em conjunto com a Defensoria Pública do Distrito Federal e com a Organização Nacional de Cegos do Brasil. A medida também prevê multa de R$ 50 mil por dia em caso de descumprimento. O Banco Central ainda não se posicionou.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!