Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

INSS: pagamentos antecipados de aposentados e pensionistas iniciam no dia 25; confira o calendário

Aposentados paraenses aprovam a antecipação

Abílio Dantas

Os aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vão receber os pagamentos antecipados deste ano a partir do dia 25 de abril, quando serão beneficiadas as pessoas que possuem o Número de Identificação Social (NIS) com final 1. A segunda parcela destes beneficiários será paga no mês seguinte, em 25 de maio.

A antecipação dos pagamentos é direcionada aos segurados que durante o ano de 2022 tenham recebido auxílio por incapacidade temporária, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte ou auxílio-reclusão. De acordo com o INSS, serão contemplados neste ano cerca de 30,5 milhões de benefícios em todo o país. No total, a medida deve injetar R$ 56,7 bilhões na economia. Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), em 2021, no Pará, mais de 700 mil aposentados e pensionistas receberam a antecipação. Neste ano, o levantamento atualizado ainda não está disponível.

Para o economista Everson Costa, o efeito do adiantamento será visto a partir do segundo semestre. “Até lá, teremos dados não só da empregabilidade, como de outros indicadores que nos ajudam a montar esses dados. Teremos números resultantes da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do próprio INSS, do mercado de trabalho e da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Portanto, é um conjunto de ações que devem ser analisadas posteriormente, para que a gente tenha noção dos resultados obtidos”, afirma o especialista.

O presidente da Federação das Associações e Pensionistas do Pará (Faappa), Emídio Rebelo Filho, considera importante a antecipação, por possibilitar que alguns compromissos financeiros ainda em abertos possam ser quitados. “Com certeza, o adiantamento é importante para quem recebe. Mas o que precisamos é definir prioridades e planejar bem o que vamos fazer. É preciso ter critério. Se for para amenizar dívidas, é válido. A antecipação também foi feita em 2020 e 2021. Antes, os pagamentos eram feitos em agosto e no fim do ano”, destaca.

A primeira parcela do 13º equivale a exatamente a metade do valor do benefício mensal para os segurados que já estavam aposentados em janeiro deste ano. A segunda parcela, por sua vez, tem os descontos de Imposto de Renda, para quem tem que pagar.

Para a aposentada Lourdes Silva, independente das diferenças de renda, todos os aposentados que vão receber a antecipação são a favor da política. “Eu vou aproveitar para fazer algumas reformas na minha casa. Tenho a sorte de ter casa própria e não estar em uma situação tão complicada como está a maioria dos aposentados do país. A maioria vai utilizar o 13º para alimentação, com certeza”, opina.

Para fazer a consulta dos benefícios do INSS e obter informações sobre eles é preciso acionar a central de atendimento por telefone, no número 135. Ao ligar, deve-se informar o número do CPF e confirmar algumas informações cadastrais, de forma a evitar fraudes, e informar ainda sobre qual benefício quer informações. O atendimento está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h.

Calendário

Para quem recebe um salário mínimo, a primeira parcela, que correspondente a 50% do valor do benefício, será paga entre 25 de abril e 6 de maio. Já a segunda será repassada entre 25 de maio e 7 de junho.

O calendário de pagamento segue de acordo com o final do Número de Inscrição Social (NIS), então os últimos a serem beneficiados são as pessoas que têm o final 0, com a primeira parcela em 6 de maio e a segunda em 7 de junho.

Já quem recebe mais de um salário mínimo só começa a ter acesso ao 13º no dia 2 de maio, em calendário que segue também até 7 de junho, de acordo com o NIS.

Veja o calendário completo:

Para quem recebe um salário mínimo (primeira e segunda parcelas)

1: 24/4 e 25/5

2: 26/5 e 26/5

3: 27/4 e 27/5

4: 28/4 e 30/5

5: 29/4 e 31/5

6: 2/5 e 1º/6

7: 3/5 e 2/6

8: 4/5 e 3/6

9: 5/5 e 6/6

0: 6/5 e 7/6

 

Para quem recebe mais de um salário mínimo (primeira e segunda parcelas)

1 e 6: 2/5 e 1/6 

2 e 7: 3/5 e 2/6

3 e 8: 4/5 e 3/6

4 e 9: 5/5 e 6/6

5 e 0: 6/5 e 7/6

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA