Feira de Turismo segue programação e estimula novos negócios na Amazônia

Em 2020, Belém renovou o título de Cidade Criativa da Gastronomia

O Liberal
fonte

A Feira Internacional de Turismo da Amazônia (FITA) é uma oportunidade para discussões, compartilhamento de conhecimentos e capacitação para o setor, que vai até o próximo domingo (8). A programação, em Belém, ocorre no teatro Maria Sílvia Nunes, na Estação das Docas, com convidados de várias partes do Brasil.

Na sexta-feira (6), um dos assuntos debatidos foi “Cidade Criativa”, título internacional concedido pela Unesco Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura às cidades que são destaques no potencial criativo. Em 2020, Belém renovou o título de Cidade Criativa da Gastronomia. A concessão é uma base para o fortalecimento turístico e o reconhecimento do desenvolvimento das atividades criativas.

"O título de Cidade Criativa é uma chancela que tem reconhecimento mundial, imagina que Belém é uma dessas, o mundo inteiro sabe a relevância daquela cidade para o turismo, no caso de Belém para a gastronomia. É o mesmo que dizer que no mundo inteiro, a cidade de Belém está entre as poucas mais de 200 no mundo que é o modelo para tal atividade", explica Virginia Casado Oficial de Projetos do Setor de Cultura Unesco Brasil.

Durante o debate, foi apresentado o modelo seguido pela cidade de Salvador que também recebeu o título de Cidade Criativa pela Música, o diretor da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Salvador Leandro Lima explicou que obter um título além do reconhecimento é um incentivo para o desenvolvimento das atividades turísticas.

"Depois que recebemos o título, começamos a traçar um modelo para difundir aquela atividade: a música. Começaram a aparecer pessoas talentosas, projetos e passamos a entender que a música era o principal atrativo para o turista na nossa região. O segmento além de ser mais valorizado, passou a ser a nossa marca a nossa referência. Muita coisa mudou e hoje podemos ver o quanto crescemos depois desse título", pontua Lima.

FITA é modelo de negócio para atrativos turísticos

Cerca de 50 expositores estão participando da feira, uma oportunidade para apresentar atividades turísticas de várias partes do Norte do Brasil. O primeiro dia da FITA, superou as expectativas de público e, na tarde desta sexta-feira, vários estandes já comemoram negócios fechados.

"As pessoas chegam aqui e procuram saber quais são as nossas rotas, nossas experiências com os ribeirinhos. Nós apresentamos os produtos como o chocolate, por exemplo, e as sensações que o turista pode ter através dos nossos roteiros. Está sendo um sucesso, para esse final de semana já não temos mais vagas e muitos negócios fechamos aqui", comemora a guia turística Ana Paula Magalhães do projeto Vida Caboca Experiências da Ilha do Cumbú.

A técnica em Turismo da Secretaria de Turismo de Bragança, Maria Pinheiro está apostando na feira para promover o Festival Junino que acontece no mês de junho

"Depois de dois anos parados, agora esperamos que este ano seja realmente o retorno das atividades e estamos aqui mostrando um pouco do nosso Festival Junino. Nós estamos promovendo roteiros turísticos para as pessoas que queiram ir para o evento também conhecer as nossas belezas culturais", conclui Pinheiro.

PROGRAMAÇÃO

Neste sábado (07), as capacitações técnicas pela manhã serão sobre Parauapebas, Altamira e o Posto de Informações Turísticas (PIT) com o turismólogo e mestre Cleber Gomes. Já à tarde, o painel “Startups de Turismo” reúne os empreendedores Leandro Almeida (Even3), Marian Koshiba (Instaviagem) e Jucelha Carvalho (Smarttour).

A manhã de domingo (08) começa com as capacitações dos municípios de Marabá e Redenção. Pela tarde, o especialista e consultor Thiago Akira apresenta o painel sobre “Marketing Digital”, enquanto o painel “Criação de Conteúdo” é tema de debate para os canais “Visite o Pará”, “Bora de Trip” e “Casal Viver no Mundo”.

A palestra-show do último dia da FITA 2022 será feita pelo jornalista Chico José, com mais de 40 anos de carreira e dezenas de edições do Globo Repórter – 12 delas somente na Amazônia, que vai falar sobre “Comunicação e Turismo”. A programação cultural será encerrada com show de Felipe Cordeiro.

Economia
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM ECONOMIA

MAIS LIDAS EM ECONOMIA