Construção civil fecha semestre com saldo negativo de empregos formais

Houve queda de 4,73%. Foram 20.887 admissões contra 23.937 desligamentos

Redação Integrada

O setor da construção civil fechou o mês de junho, na comparação entre admitidos e desligados, com saldo positivo de empregos formais. Mesmo com este resultado, segundo estudo realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) e divulgado na manhã desta terça-feira (13), nos balanços comparativos de janeiro a junho de 2019 e dos últimos 12 meses, o segmento ainda tem perda de postos de trabalhos, com cerca de 3 mil vagas a menos.

O segmento encerrou o mês de junho deste ano com um crescimento de 1,86% na geração de vagas formais. Foram feitas, em todo o Estado, 4.213 admissões contra 3.088 desligamentos, gerando um saldo positivo de 1.125 postos de trabalhos. No ano passado, a situação foi inversa: o setor apresentou recuo. Naquela oportunidade, foram 1.116 admissões contra 1.355 desligamentos, ocasionando um saldo negativo de 239.

Segundo o levantamento, investimentos em baixa e obras públicas em ritmo lento ou ainda não retomadas seriam alguns dos fatores que estão contribuindo fortemente para que o setor da construção civil no Pará e em todo Brasil tenha dificuldades na geração de empregos formais.

Semestre – Diferente do mês de junho, já no 1º semestre de 2019 (Jan-Jun), houve queda de 4,73% na geração de empregos formais. Foram feitas no período, em todo o Pará, 20.887 admissões contra 23.937 desligamentos, gerando um saldo negativo de 3.050 postos de trabalhos. No mesmo período do ano passado, o setor da construção civil também apresentou queda. Foram 6.145 admissões contra 7.079 desligamentos, gerando um recuo de 934 vagas.

Balanço – Nos últimos 12 meses (Jul/2018 a Jun/2019), também houve queda no setor de 1,92% na geração de empregos formais. Foram feitas no período, 45.523 admissões contra 46.726 desligamentos, gerando um saldo negativo de 1.203 postos de trabalhos.

Economia
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!