Negra Li não descuida dos cuidados com o corpo em meio a rotina de trabalho

Ela diz que para se tornar confiante realiza algumas práticas de orações e meditações

Redação Integrada

Negra Li está gravando um novo disco. E em meio às composições, ela dá continuidade na rotina de cuidar de si e da família. No Beauty Chat, a cantora e atriz revela o segredo para não perder o equilíbrio.

Ela diz que para se tornar confiante realiza algumas práticas. "Eu oro e medito! Adoro olhar pela janela do meu quarto, respirar fundo e observar a natureza, o espaço que eu tenho aqui em casa, e agradecer a Deus. À noite, antes de dormir, ouço algumas meditações. Cada dia para um tema. Pelo YouTube, mesmo. São coisas que me ajudam a dormir e a meditar mesmo quando estou dormindo. Meu mantra é "eu posso tudo naquele que me fortalece, eu posso tudo com a ajuda de Jesus Cristo". Às vezes, repito isso umas sete vezes para mim mesma".

Sobre a autoestima ela acrescenta, "Quando olho no espelho vejo... Minha autoestima está lá em cima! Nem sempre foi assim. Sempre gostei de me cuidar: comecei a fazer musculação com 18 anos e hoje tenho 41. Nunca fiquei mais de um ano sem fazer atividade física. Eventualmente, na gravidez da minha filha, foi quando fiquei mais tempo sem me exercitar, mas eu gosto de cuidar do meu corpo e de me sentir bonita para mim mesma. Hoje, vivo o momento de maior satisfação com meu corpo da vida toda! Estou muito contente em me olhar no espelho. Aliás, eu adoro me olhar no espelho, fico feliz com o quão bem estou hoje. Hoje, tá? (risos) Se me perguntar amanhã posso mudar de opinião, isso varia e está tudo bem!", destaca.

 

 

Cultura
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA