Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Vício em drogas: Alexandre Frota fala sobre o que viveu na dependência química

O parlamentar chegou consumir três tipos drogas, entre elas: cocaína, maconha e ecstasy. Está limpo há 15 anos e ficou com medo de se internar. O relato aconteceu por meio do programa digital, Cortes Posdcast, publicado na última terça-feira (02).

Rayanne Bulhões

O ator e deputado federal Alexandre Frota, aos 58 anos de idade, confessou que está 15 anos limpo dos vícios das drogas. Chegou consumir três tipos de entorpecentes, entre eles: cocaína, maconha e ecstasy. "Perdi tudo que tinha na minha vida em função de drogas, então não gosto de aconselhar ninguém nessa questão de usar ou não, são escolhas”, disse. O relato aconteceu por meio do programa digital, Cortes Posdcast, publicado na última terça-feira (02).

Frota confessou que chegou ao fundo do poço. Não se internou em uma clínica de reabilitação – por medo - e sobreviveu sem ajudas externas. “Se eu puder falar da minha experiência e o que eu passei, e isso convencer [a pessoa] que o que eu passei foi um caminho árduo, que me levou a perder tudo na vida, família, dinheiro, bens materiais, etc, talvez o cara se toque e veja que realmente não é o melhor caminho”, declarou.

VEJA MAIS

'Sou dependente químico igual aos da Cracolândia', diz Casagrande
Ex-comentarista da Globo deu entrevista abriu o jogo sobre o uso de drogas e a dependência química


Dia de combate ao tráfico e abuso de drogas: saiba onde buscar ajuda para dependência química
Locais oferecem atendimento gratuito. Confira endereços e contatos


Invisíveis de Belém: quase 2,5 mil pessoas sobrevivem em situação de rua na capital
Violência urbana e dependência química são os principais desafios dessa população, que tem serviços de apoio, mas precisa conviver com particularidades difíceis de vencer

“Eu sou a prova viva de que você pode sobreviver, mas você precisa querer sobreviver. Eu ficava muito preocupado em ter uma overdose e ser achado morto, [então] entendi que tinha que parar, me libertar disso, que queria viver e não queria me matar. Encontrei [essa força de vontade] comigo mesmo, não tive ajuda de ninguém”, completou.

Assista ao vídeo: 

 

 

Celebridades
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CULTURA

MAIS LIDAS EM CULTURA