Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Sucessão de erros e derrota do Leão

Carlos Ferreira

Erros na escalação, na economia de suor, nas substituições... Tarde infeliz do técnico Felipe Conceição e apática do Remo na derrota (2 x 0) para o bom time do Guarani. Foi uma infelicidade escalar Romércio, que não estava pronto e sentiu novamente a lesão, e na barração de Raimar. O técnico azulino foi mal também na escalação do estreante Neto Moura, que nada acrescentou e não poderia barrar Pingo.

Como agravante, o time não teve postura tão competitiva quanto o adversário. Enfim, o Remo abaixo da sua própria média e não merecia melhor sorte. Fica para sexta-feira a obrigação de se reabilitar. O Remo vai receber o Náutico, no Baenão, com público: 30% da capacidade do estádio, menos de quatro mil pessoas.

O que espera pelo Papão no quadrangular?

Os números da Série C mostram o quarto colocado do grupo B (Criciúma) com 58,8% de aproveitamento, enquanto o primeiro e o segundo do grupo A (Paysandu e Tombense) têm 52,9%. Isso pode significar desequilíbrio de forças no grupo Sul/Sudeste, mas não seria tão diferente do que vimos no grupo Norte/Nordeste.

A expectativa é de disputa acirrada nos dois quadrangulares, com todos os times igualmente valentes, diferenciando-se pela competência coletiva. Para se impor e conquistar o acesso, o Paysandu deve melhorar o rendimento físico em nome da bravura e a organização tática em nome da competência coletiva. O desafio do acesso será igualmente difícil para todos.

BAIXINHAS

* Novorizontino, Ituano, Ypiranga/RS, Criciúma e Paysandu já estão na próxima fase. Tombense praticamente também. Manaus e Botafogo/PB encaminhados. Os quadrangulares serão disputados de 2 de outubro a 7 de novembro.

* Com menos ou com mais polêmicas de arbitragem, o acionamento da VAR será o diferencial da decisão do acesso à Série B nesta temporada. No mínimo, emoções novas nos impedimentos, nos pênaltis, nos gols e em expulsões, com denúncias ao árbitro central e mudança de outras decisões de campo.

* No Atlético Cearense, adversário do Paragominas no segundo mata-mata da Série D, o volante Elanardo, 35 anos, já jogou no futebol paraense. Teve razoável passagem pelo Paysandu em 2015. É reserva no atual time do Atlético Cearense.

* Em outubro, novembro e primeira quinzena de dezembro, FPF terá quatro campeonatos e cerca de 100 times no feminino, Sub 17 e Sub 20 masculino e a Segundinha profissional. Haverá estádios para tantos jogos em tão curto período?

* Cada campeonato dá um voto ao participante nas eleições da FPF, programadas para dezembro, mas ainda sem data definida. Adelcio Torres, Ricardo Gluck Paul e Paulo Romano disputam a presidência.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA