Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Remo x Independente, mais pimenta no molho

Carlos Ferreira

O último time regional a vencer o Remo foi o Independente: 3 x 1, pela Copa Verde, em Tucuruí. Foi também o último adversário do Leão em jogo com a torcida presente: 0 x 0, no Baenão. E mais: o Galo Elétrico já venceu o Leão oito vezes, em 28 jogos. São detalhes funcionam como pimenta no molho.  Valorizam o jogo de hoje, cujos três pontos são muito mais importantes para o Galo do que para o Leão.

O Remo caminha para se classificar confortavelmente à 2a fase do Parazão. O Independente, com oito pontos, é seguido por Águia e Castanhal com seis, e Paragominas com quatro no grupo C.

Raiz x Nutela

Ao observar nas imagens do Re-Pa o time bicolor com números 1, 3, 5, 8 e 11 em campo, deduzi que o Papão havia retomado a numeração raiz (um a onze), tal como o Remo, que fez a retomada ainda em 2020. Equívoco! O Papão tinha também camisas 18, 26, 43, 89, 93 e 97. Ou seja, a numeração fixa (nutela) que se repete pela quarta temporada seguida.

Como, ao contrário dos clubes que lançaram a moda, aqui não se usa essa numeração fixa com qualquer propósito mercadológico, acaba sendo um mero modismo vazio. Sobre isso, o presidente Maurício Ettinger disse à coluna que vê alguns embaraços na numeração fixa, inclusive para o serviço de rouparia do clube, e que vai propor uma reavaliação  no departamento de futebol bicolor.

BAIXINHAS

* Remo festeja o impulso nas interações de torcedores com o clube após o Re-Pa. O clube desponta como 8° no Twitter e 16° no ranking Twitter/Facebook/Instagram. Na prática, isso eleva as possibilidades comerciais do clube no mercado digital.

* Apenas 10 minutos em campo, contra o Vera Cruz. Tempo de jogo do atacante Salatiel no Náutico em 2021. Kieza é o titular absoluto. Álvaro e Júlio Rodrigues, também centroavantes, só entraram no time uma vez, cada. O Papão insiste em Salatiel por empréstimo, enquanto o Náutico quer vendê-lo.

* Nas orações, em campo, o religioso goleiro bicolor Vitor Souza revela uma postura física própria dos muçulmanos. Costas para cima, joelhos e cabeça no chão. Trata-se apenas de uma observação. Ao final do Re-Pa, o azulino Edson Cariús, que foi colega dele no CRB, o esperou até o fim da reza para cumprimentá-lo.

* O futebol está cheio de histórias de ex- jogadores que fizeram sucesso no futebol, mas jogaram dinheiro fora e vivem (ou viveram) em dificuldades financeiras. Em extrema oposta posição está Lucas Siqueira, capitão do Remo. Estudioso de finanças, ele formou-se em Coach Financeiro e orienta centenas de colegas de todas as regiões do país.

* Líder nato, Lucas Siqueira fortalece a sua liderança no Remo como coach, ao prestar o serviço e ao provocar conversas no elenco sobre o tema. Segundo ele, isso tem contribuído para maior maturidade e cumplicidade no grupo.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA