Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Papão por conta do renascer da artilharia

Carlos Ferreira

Para sair de Natal habilitado ao acesso, o Paysandu tem que ganhar do ABC, no que depende de gols. Isso não seria problema para o time bicolor da primeira fase, quando disputava a liderança de artilharia. Agora está em fase de escassez, com apenas dois gols nos últimos cinco jogos.

A artilharia caiu, mas o Papão não deixou de criar oportunidades frequentes. A questão é de baixo aproveitamento. Para um jogo tão difícil e tão decisivo como o de amanhã, o esmero nas finalizações será vital. E como a tendência é o ABC fazer o jogo do abafa, as chances do Paysandu devem surgir em contra-ataques, puxados principalmente por Robinho.

Márcio Fernandes treinou o time bicolor com o meio de campo mais preenchico e a dúvida entre Serginho e Toscano. Aparentemente, mais para Serginho. Time provável: Thiago Coelho; Leandro Silva, Lucas Costa, Naylhor, Patrick Brey; Mikael, João Vieira, José Aldo e Serginho; Robinho e Marlon.

Leão, essa é a hora das prospecções

A maioria dos clubes brasileiros está no vazio, como é o caso do Remo. E logo outros times serão desativados. Isso significa fartura de jogadores disponíveis. Essa é a horas das prospecções e sondagens, com a abertura de possibilidades.

O Remo está definindo o comando do futebol para contratar o executivo e o técnico. Só então vai partir para o fechamento das contratações. As prospecções e sondagens valem a pena, agora, como abertura de processo e até eventuais pré-contratos, enquanto o mercado tiver mais oferta do que procura.

BAIXINHAS 

* Nesta Série C o Papão teve os seus vilões. Bruno Leonardo foi insuperável. Cometeu tantos erros fatais que mandado embora. Agora o alvo de desconfiança é Mikael, mas o goleiro Thiago Coelho também viveu seus dias amargos. Amanhã, não haverá espaço para vilões. Vai ser jogo para heróis!

* O ABC está em ambiente contagiante. Se vencer o Paysandu, festeja vaga na próxima Série B. Com todos os ingressos vendidos, o estádio Frasqueirão vai ferver, com incentivo e cobranças ao time potiguar. O Papão entre nessa festa para ser a mosca do bolo.

* Enquanto Genílson está suspenso, Mikael e Gabriel Davis estão pendurados nos cartões amarelos. Neste campeonato, Mikael já cumpriu suspensão por cartões amarelos e vermelho, e já está a um cartão amarelo de mais uma suspensão.

* Depois de fazer 10 gols em 15 jogos pelo Remo, Neto Pessoa perdeu o encanto. Na Malásia jogou apenas seis vezes, pelo Sabah, e fez dois gols. Na atual Série B, pelo Vila Nova/GO, tem dois gols em sete jogos.

* Em 11 jogos como visitante nesta Série C o Paysandu teve três vitórias, sobre 2 x 1 no Ferroviário em Fortaleza, 3 x 1 no Campinense em Campina Grande e 3 x 1 no Altos em Teresina. Dos nodestinos, só o Vitória derrotou o Papão.

* Sob a presidência do Dr Helton Novoa, vai ser aberto hoje, 16h30, o 3° Congresso Paraense de Medicina Esportiva e do Exercício, no auditório do Cesupa. Atividades hoje e amanhã. Presença do renomado médico Fernando Solera, autoridade em antidoping na CBF e na Conmebol. 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA