Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro. | ferreiraliberal@yahoo.com.br

Papão confirma em Natal a sua autoridade

Carlos Ferreira

O empate (1 x 1) e o ponto precioso já justificariam a felicidade dos bicolores, mas também foi muito relevante a boa atuação do Papão no jogo de ontem, em Natal, contra o ABC. Uma confirmação de autoridade do time bicolor neste começo de campeonato. Exceção para o goleiro Thiago Coelho pela falha que resultou no gol do ABC.

Assim, em crescente autoconfiança, na 5a posição, o Papão encara na segunda-feira o Mirassol, time sensação do campeonato paulista. Pelo que vem conseguindo render ainda sem Danrley, o time vai gerando as melhores expectativas para a missão exclusiva à esta altura da temporada: o acesso à Série B 2023.

Azulinos festejam o rendimento físico

A resistência na alta intensidade imposta contra o Cruzeiro é comemorada pelos remistas, como prova de que o time está em ascensão. Ouvido pela coluna, o fisiologista Erick Cavalcante destacou condições oferecidas pelo clube para breve recuperação fisiológica dos atletas de um jogo para outro, e assegurou que o Leão estará a todo vapor contra o São José, amanhã.

Depois do jogo de amanhã, o Remo terá uma semana inteira de intervalo para o jogo seguinte, contra o Confiança, dia 1° de maio (domingo), tempo para completo processo regenerativo dos atletas. O planejamento, agora, é para colocar o time no auge para do jogo de volta contra o Cruzeiro. Faltam 20 dias para a decisão milionária na Copa do Brasil.

BAIXINHAS

* No contrato de patrocínio para a Série C e renovação do "name rights" dos seus estádios, Remo e Paysandu levam R$ 3 milhões, cada, do Banpará. A Copa do Brasil rendeu R$ 1,3 milhão ao Papão e R$ 1,9 milhão ao Leão Azul, que está na disputa por msis R$ 3 milhões. Fase de bonança para as finanças dos dois rivais paraenses.

* Remo completa hoje 109 anos do primeiro jogo de futebol: 0 x 0 com o Guarani, no campo da Praça Floriano Peixoto, em 21 de abril de 1913. Camisas remistas em listras horizontais, nas cores azul marinho e branco. Até então o clube só existia como grupo de regatas.

* No futebol a urgência tem preço. Serginho voltou do Japão, foi contratado pelo Paysandu e logo entrou em campo, com grande utilidade. Afinal, o time tinha necessidade urgente. Por não ter feito a preparação adequada, o atleta sofreu lesão muscular e está desfalcando o time nessas primeiras rodadas da Série C.

* Na vitória sobre o Cruzeiro, Paulo Bonamigo completou 97 jogos no comando do Remo, em três passagens. Amanhã, no Baenão, o 98° contra o São José/RS, dia 1° de maio o 99° contra o Confiança, em Aracaju, e no dia 7 o 100°, contra o Brasil, em Pelotas.

* Marlon do Remo ou Igor Carvalho do Paysandu, quem põe a bola mais longe nas cobranças de lateral? Mais do que força, é técnica. Uma mão apoia e a outra impulsiona a bola. Vale a pena prestar atenção nesse recurso muito útil dos dois.

* Artur, titular da Tuna e do Remo em 2021, está no Ferroviário/CE. Ele fez 12 jogos pela Águia do Souza e 31 pelo Leão. Artur se despediu do Barra, no campeonato catarinense, completando 100 jogos sem fazer gol. O último dele foi pela Matonense, em 11 de março de 2018, em derrota por 3 x 1 para o Atibaia pelo campeonato A3 de São Paulo. (Fonte: ogol) 

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA