Carlos Ferreira

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Papão: cinco preparadores físicos na temporada

Carlos Ferreira

A Copa Verde vai fechar a temporada 2020, no dia 24 de fevereiro. O Paysandu, que está no quinto preparador físico, deverá ter o sexto na CV.

Fred Pozebon trabalhou na pré-temporada e nas primeiras rodadas do Parazão, quando transferiu-se para o Bragantino/SP. André Ferreira o substituiu por pouco tempo. Foi demitido a pedido do técnico Matheus Costa, que trouxe Rodolfo Mehl. Os dois não completaram nem o primeiro mês e foram para o Operário/PR. João Brigatti trouxe Renan Lima, o quarto preparador físico do Papão na temporada.    

Agora o cargo está com o interino Roberto Onete, o quinto comandante, até a chega do sexto. Essas trocas, agravadas pelos impactos da pandemia, causaram prejuízo ao time bicolor, que chegou aos últimos jogos na Série C em flagrante queda de rendimento físico.

Leão se recompõe com sete titulares

Vinícius; Ricardo Luz, Fredson, Lucas Siqueira, Felipe Gedoz e Tcharlles. Além desses sete titulares, também estão aptos para jogar sábado em Goiânia: Thiago  (goleiro), Gilberto Alemão, Kevem, Laílson, Júlio Rusch, Eduardo Ramos, Eron e Wállace, além dos meninos Lucas (goleiro), Rafael (meia) e Pepê (atacante). Não deixa de ser um grupo capaz de iniciar bem a decisão da Série C, contra o Vila Nova.

A recuperação de Lucas Siqueira, que sentia entorse no tornozelo, é um grande ganho.é Rusch viajou, mas ainda causa receio, já que sua lesão foi muscular. O fato é que, apesar de sensivelmente desfalcado, o Leão está
vivo na disputa do título nacional. E com o auxiliar Ivo Pepo também acometido de Covid, o preparador físico Renan Capra assume o comando.

BAIXINHAS

* Vila Nova dupla ex-azulina de volantes: Yuri, contratado no final de novembro, com oito jogos, e Dudu, com 21 jogos em toda a temporada. Yuri teve duas passagens pelo Leão e ganhou o carinho da torcida. Dudu, era Dudu Pacheco e jogou poucas vezes na apagada passagem pelo Leão em 2018.

* Vinícius, o ídolo remista, é fruto da base do Vila Nova e não chegou a fazer sucesso no clube alvirrubro. Iniciou a carreira profissional em 2004 e ficou no Vila Nova até 2008. Fez apenas 22 jogos: 6 em 2006 e 16 em 2008. No Remo, em quatro temporadas, já tem 127 jogos.

* Das trocas de preparador físico do Paysandu, as mais prejudiciais foram as de André Ferreira por Rodolfo Mehl e de Rodolfo Mehl por Renan Lima, tudo isso em apenas 35 dias. Embaraços inevitáveis.

* Confrontos definidos ontem na Copa Verde: Paysandu x Galvez/AC, Rio Branco/AC x Independente na próxima semana. O Papão vai estrear quinta-feira com muitos jogadores se despedindo do clube, já no processo de reforma do elenco bicolor. O Remo só vai conhecer o adversário no domingo: Santos/AP ou Gama/DF. 

* Vila Nova joga hoje contra o CRAC no campeonato goiano, sábado contra o Remo na Série C, segunda-feira contra o Palmas na Copa Verde, quinta contra o Goiânia e no outro sábado contra o Remo em Belém. No período, terá ainda dois jogos no Brasileiro de Aspirantes contra o Ceará. No total, sete jogos em onde dias.

* Difilmente o atacante Hélio Borges voltará a jogar pelo Remo. Deve ficar de três a quatro semanas em tratamento de lesão muscular. O contrato termina dia 28 de fevereiro e ele decidiu não renovar. Deve ir para Portugal.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA