Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

CARLOS FERREIRA

ferreiraliberal@yahoo.com.br

Jornalista, radialista e sociólogo. Começou a carreira em Castanhal (PA), em 1981, e fluiu para Belém no rádio, impresso e televisão, sempre na área esportiva. É autor do livro "Pisando na Bola", obra de irreverências casuais do jornalismo. Ganhador do prêmio Bola de Ouro (2004) pelo destaque no jornalismo esportivo brasileiro.

Com os gols do Parazão, Eduardo Ramos vira o artilheiro do século no Remo

Carlos Ferreira

Eduardo Ramos vira artilheiro deste século no Leão

Fábio Oliveira era o maior artilheiro do Remo nos anos 2000, com 27 gols, até Eduardo Ramos fazer dois contra o Águia, subir para 28 e tornar-se o maior goleador azulilo neste século. Porém, vale observa que Eduardo Ramos tem mais que o dobro da quantidade de jogos de Fábio Oliveira pelo Leão. Destaque também para Val Barreto com 20, Ratinho com 19 e Leandro Cearense com 18. Marlon, que está de volta, saiu com 14 gols, em 2011.

Eduardo Ramos não só fez dois gols (e perdeu um pênalti), como jogou muito bem. Está favorecido pelo novo sistema de jogo, com menos obrigações na marcação, jogando com liberdade de movimentação. Aos 34 anos, ele trata de reafirmar o seu valor.

 

Mobilidade vira melhor característica do ataque bicolor

Matheus Anderson, Nicolas e Vinícius Leite. Três atacantes de constante movimentação, que tendem a se completar e evoluir na dinâmica de jogo. Essa característica do trio de ataque favorece muito a entrada dos meias na área. Contudo, nenhum dos homens do meio de campo é tão ofensivo assim.

Aos poucos o Papão vai retomar a sua intensidade de jogo, nas ações ofensivas e defensivas. Por enquanto, o time ainda dá muito espaço e expõe a defesa. Isso é motivo de preocupação para a estreia na Série C, sábado, contra o Santa Cruz, na Curuzu. Mas o time pernambucano também tem forte motivo para se preocupar: a artilharia bicolor, que vem funcionando a todo vapor.

 

BAIXINHAS

* Marlon Oliveira, observador tecnico do Ceará Sporting, esteve em Belém no último fim de semana e assistiu os cinco jogos da 9a rodada do Parazão. Quem seria o alvo? Eis a questão!

* De todos os adversários do Paysandu neste campeonato, o Itupiranga foi o único que não timou gol de Nicolas. O gaúcho fez três no Paragominas, dois no Remo, dois no Bragantino e um no Castanhal.

* Pecel, que divide a artilharia do Parazão com Nicolas (oito gols, cada), fez em todos os adversários do Japiim. Mas passou em branco nos três últimos jogos do Castanhal e em flagrante queda de rendimento.

* Em breves contatos com a bola, contra o Itupiranga, Vitor Diniz causou boa impressão. Jovem meia do Paysandu que já cumpriu estágios no Palmeiras e no Bahia. Lateral

Netinho ficou devendo e Erick Bessa foi discreto.

* Se o Castanhal conquistou acesso ao campeonato brasileiro 16 anos depois da última participação, o Paragominas teve a mesma conquista após seis anos.

* O Japiim foi eliminado da Série C de 2004 prejudicado pela Tuna, na esquisita goleada para o Moto Club por 7 x 1. O Jacaré foi eliminado da Série D de 2014 por ilegalidade do atleta Lourinho, quando fazia ótima campanha.

* Paysandu x Paragominas, Remo x Castanhal. Semifinais do Parazão paralelas às primeiras rodadas da Série C. Datas: 12 e 13, 19 e 20 próximos.

Carlos Ferreira
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM CARLOS FERREIRA