Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

ABNER LUIZ

Ex-atleta de futebol, publicitário, radialista, jornalista, pós-graduado em Marketing pela FGV e jornalista esportivo no Pará há mais de 20 anos. Fez duas coberturas de Copa do Mundo.

Um poeta de falas oportunistas

Abner Luiz

Não foi o futebol sem criatividade e muito menos o gol espírita do ABC que trouxe a segunda derrota consecutiva para o Paysandu. O que trava o Paysandu é, sem dúvida, o amadorismo de se fazer um simples suco de laranja sem colocar água. O vídeo do presidente Maurício provocando o rival sobre o assunto Copa Verde foi o 0 a 1 que o Paysandu pegou do ABC. E veja que o presidente sempre foi contrário a chamar atenção na mídia para não se expor e trazer lembranças ruins dele na mídia e na vida. Enquanto empregar energia no que não interessa, vai dar vexame.

O presidente das goleadas

O Paysandu é presidido por um amador e que carrega no seu “tudo consta” um recorde vergonhoso. É o presidente mais goleado da história em menos de dois anos. Goleadas para a Tuna (4 a 2), Remo (4 a 2), Ferroviário (5 a 1), CSA (4 a 1), Ituano (4 a 1) e perdeu um título paraense para o rival dentro da Curuzu depois de tomar de 3 no Baenão. Isso tudo em menos de um ano e meio na presidência. Todas as suas apostas estão na subida para a Série B, mas aí parece que não se ajuda! Quem quer agradar a todos acaba não agradando ninguém. Aí está o mundo de ilusões bicolor.

Caminhando por linhas tortas

No ano passado o Paysandu “brincou” em contratar treinadores que não acertaram. Seu executivo pulou do barco em pleno mar. Esse ano, só o Márcio levou o barco, com um executivo incansável. Mas o trabalho do Márcio Fernandes não é só ganhar jogos, é também o de se livrar de escolhas e comandos internos nocivos ao time e, claro, ao clube. A derrota para o Floresta, que fez o torcedor mais comemorar a não classificação do Remo, tapou o equívoco que foi cair na chave mais complicada e com interesses. Mas o Márcio, mais uma vez, foi vencido e perdeu para o nocivo!

Apito final

O futebol castiga e o gol do ABC foi facilitado pela não estada do Mikael, que poderia estar na área e ganhar a cabeçada. Mas quis o destino que ele pegasse o cartão vermelho vergonhoso contra o Vitória e não tivesse lá.

Vexame anunciado o que ocorreu com o ABC no momento da chegada na Curuzu. Quando era só o Remo que reclamava não tinha problema. Agora foi o ABC que divulgou como é chegar na Curuzu para um jogo de Campeonato Brasileiro. Como disse o dirigente: “Eles vão jogar lá”.

É preciso alguém intervir no departamento de futebol do Paysandu. Deixar o treinador escalar quem ele quiser e buscar três vitórias e um empate. É possível, time possui para isso e torcida também. Mas afastem os curiosos! O Paysandu está perdendo para ele mesmo.

Abner Luiz
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM ABNER LUIZ