ABNER LUIZ

ABNER LUIZ

Ex-atleta de futebol, publicitário, radialista, jornalista, pós-graduado em Marketing pela FGV e jornalista esportivo no Pará há mais de 20 anos. Fez duas coberturas de Copa do Mundo.

Um caso cabeludo

Abner Luiz

Ganhou os bastidores e depois ficou público, a denúncia do Vila Rica que disputou a Segundinha, que de posse de uma gravação de áudio, um jornalista estaria acertando o resultado do jogo, que envolvia o Vila Rica - o mesmo perdeu por 1 a 0 e deixou a competição. O Vila Rica fez denúncia na Polícia Civil e na própria FPF. De imediato, o árbitro foi afastado até que o caso fosse esclarecido. Sendo que o árbitro havia dito antes do jogo para o diretor de arbitragem e seus companheiros que atuariam no jogo que recebeu uma ligação suspeita de um jornalista. O áudio, quando apresentado ao árbitro, sem titubear, ele disse que não era ele na conversa com o jornalista.

A alegação do árbitro

O árbitro alega que, no áudio, a conversa é presencial, que não foi com ele, e muito menos que a mãe dele é diabética e precisa de exame, como o jornalista fala no áudio para a outra pessoa, que vai ajudar, mas precisa do resultado no jogo. A própria FPF já sabe que não é o árbitro na conversa, que ele recebeu uma ligação do jornalista e não esteve com ele. Agora o árbitro quer retornar ao trabalho, lutar por justiça junto com seu advogado e claro quer o amparo da FPF. O sindicato dos árbitros, vendo tudo isso, não ligou para o árbitro e muito menos se manifestou. O árbitro diz ter recebido, inclusive, uma ligação do advogado do clube reclamante em rodadas anteriores, desejando uma boa arbitragem. Algo que na carreira, jamais recebeu do mesmo.

Uma mancha que não apagará!

Como disse o árbitro em uma entrevista sobre o caso, antes quando se consultava seu nome na internet, ele era ligado a uma excelente carreira, como melhor árbitro do Pará em 2020 e 2021, inclusive em decisão e RexPa na carreira. Hoje, seu nome, quando digitado, logo aparece que o mesmo foi afastado, por suspeita de manipulação de resultado. Existem duas linhas de investigação, uma que o quando o Vila Rica que fez a denúncia, está envolvido e como o Vila Rica sabe que foi com o árbitro que o jornalista estava acertando o resultado do jogo, se em momento algum é identificado na conversa o árbitro. Nem quais equipes iriam se enfrentar, no áudio, o jornalista cita para o tal personagem.

Apito final

Ainda sobre o caso da arbitragem, o presidente Ricardo, da FPF, no mínimo, deveria em entrevista coletiva, com o árbitro ao lado, falar para a comunidade esportiva o que está ocorrendo. A FPF precisa amparar o árbitro.

O árbitro, ainda atônito com tudo isso, tem falado que precisa limpar a sua imagem. Não é dever do árbitro limpar a sua imagem, quem lhe acusa precisa provar e a FPF que o afastou, precisa sim limpar a imagem do árbitro e urgente.

Uma forma muito justa e clara, seria dar ao árbitro o direito de apitar a final da mesma competição, além de também ir até a justiça, esclarecer e responsabilizar os envolvidos nessa série de acusações. Isso é o mínimo!

Disse à coluna um dirigente da FPF: “O árbitro Marco Soares vai sair desse episódio, bem maior e melhor do que poderia. Não podemos deixar de investigar uma denúncia feita por um clube filiado. A FPF irá se pronunciar no momento certo”.

Abner Luiz
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM ABNER LUIZ