CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

ABNER LUIZ

ABNER LUIZ

Jornalista e publicitário, com 23 anos atuando no jornalismo paraense. Com 46 anos de idade, é ex-jogador de futebol, com coberturas jornalísticas no Brasil e exterior, como nas copas do mundo da Alemanha, Brasil e Catar. Atualmente apresenta o programa Liberal Notícias na Rádio Liberal FM.

O que o Remo faz na semana?

Abner Luiz

A Série C permite quase uma semana de treinos caso o treinador não resolva dar dois dias de folga. E é nesses treinos que todos esperam que o Remo cresça, para que nos jogos possamos ver algo de diferente ou algo mesmo! Mas não é isso que acontece, não. Não existe um padrão, não existe organização, é na base da força para frente e para trás. Se dentro de casa é assim, fora de casa o que podemos esperar de um time tão confuso? A situação do Remo é algo que não traz a confiança que o grupo de jogadores não possui, imagina o torcedor. O time é uma aberração que não é da natureza. Alguém montou algo ridículo!

O treinador azulino não resolve

Está claro para poucos verem dentro do Remo que o treinador Gustavo Morinigo não consegue encontrar uma escalação, uma forma de jogar e muito menos rendimento. Até quando venceu foi no limite, beirando o milagre. Talvez o Remo seja o maior desafio na carreira do treinador, com tantos jogadores limitados e uma cobrança desproporcional ao que lhe oferecerem. O treinador não consegue tirar o feijão com o arroz do time. A diretoria já tirou 5 jogadores, se fosse fazer vontade, poderia tirar o dobro disso e já viram que não resolveu. O Remo, se não quiser cair, vai ter que somar pontos fora de casa nesta Série C.

O Paysandu é pequeno na Série B?

Se levarmos em consideração o Hélio dos Anjos, o Paysandu como time pequeno da Série B não conseguiu vencer um nanico. É isso mesmo, se para o Hélio o Paysandu com o investimento e a estrutura que possui está atrás de 12 ou 13 equipes, não conseguiu vencer do Amazonas que é nanico, então. Algo que incomoda após os jogos é o aparente conformismo do Paysandu não ter vencido ainda e continuar na zona de rebaixamento. Talvez nem seja conformismo, com todos dizendo para fora do clube que a vitória está perto, mas não chega. Será que dará para acreditar que será contra o Guarani em Campinas?

Apito final.

Mantiveram o Ribamar no Baenão, fazendo ocorrer o que o Papeliin afirmou na sua apresentação. Que se tiver jogador ruim, esse jogador vai “fumar” o trabalho. E é exatamente isso que o Ribamar está fazendo sendo mantido dentro do Baenão.

Se não quiser correr o risco de ser rebaixado, o Paysandu precisa, no dia 10 de junho, anunciar na janela de transferência jogadores que criem jogadas de qualidade e que coloquem a bola para dentro. Uma janela nunca foi tão esperada dentro da Curuzu.

E o Cametá deu uma forra nos maranhenses, ao golear o Moto Clube em Cametá por 4 a 1. O Águia tomou uma surra em São Luís de 4 a 0 para o Maranhão. O Cametá, com Júnior Amorim no comando, passa a acreditar que essa vitória acordará o time.

Falta honestidade para umas figuras no futebol paraense, seja jogador ou treinador, serem sinceros e pararem de atrapalhar Remo e Paysandu. Já que os dirigentes não têm atitude e parece que dinheiro.

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Abner Luiz
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM ABNER LUIZ