Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

ABNER LUIZ

Ex-atleta de futebol, publicitário, radialista, jornalista, pós-graduado em Marketing pela FGV e jornalista esportivo no Pará há mais de 20 anos. Fez duas coberturas de Copa do Mundo.

O atraso do atraso do atraso

Abner Luiz

Entre todos os jogadores de Remo e Paysandu, é certa a fala com insatisfação em relação a estrutura dos grandes do Pará no quesito campo de treinamento. É como se o colchão que todos dormissem, momento ímpar de descanso, fosse em algo duro e sem qualidade alguma. Em mais de 100 anos de existência os dois não conseguem proporcionar um local adequado para o trabalho diário. A realidade do Paysandu é ter várias diretorias que prometem campos no terreno do CT, o que não passa de promessa. No Remo o CT tem um campo também sem condições.

Custe o que custar

O projeto dentro do Paysandu é bem claro. É subir para a Série B e não importa o preço. Dinheiro não é problema e tem de sobra. Prova disso são os bichos gordos e os salários em dia. O plano é se subir, que a roda continue girando e com o presidente atual reeleito. Só que com menos dificuldade de fazer a operação que hoje existe no clube, já que, na Série B, existem milhões garantidos pela TV. É muito mais fácil prestar contas comprovando recursos de uma Série B do que fazer conta alta estando na Série C. O plano é esse e com possibilidade muito clara de acontecer.

Movimento eleitoral

Existe uma conversa interna no Clube do Remo de uma possibilidade de ser interpretada a atual gestão do Fábio Bentes como a primeira gestão do novo estatuto. Que, com isso, permitiria uma reeleição, mesmo ele já estando como presidente há dois mandatos. O primeiro com as regras de um estatuto e esse segundo de três anos, já regido pelo novo documento. No mesmo bastidor, existe o movimento que o atual presidente do Conselho Deliberativo, Milton Campos, pretende sentar na cadeira principal do clube assim que o Fábio deixar a presidência. Vem barulho por aí!

Apito final

Filiados da FPF se juntaram e pediram Assembleia Geral para tomarem conta da eleição e realizar a bendita. Rápido a FPF formou uma nova comissão e anunciou novas eleições. Já não é mais nem vergonha o nome que chama. Uma instituição que não respeita nem a Justiça.

O que era para fazer bem para a Tuna, esse retorno para a elite do futebol e para o cenário nacional só fez bem, até então, para meia dúzia de gente ruim que está dentro do clube. O momento interno do clube leva a crer que a Gloriosa tem donos intocáveis e que esqueceram a história.

Márcio Fernandes e Bonamigo, os dois treinadores aprendendo, no futebol paraense, que não basta treinar as suas equipes. Precisam ser administradores de problemas. Entre os dois existe uma diferença muito grande: o Márcio desce as escadas e o Bonamigo não.

Abner Luiz
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM ABNER LUIZ