Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Abner Luiz

Ex-atleta de futebol, publicitário, radialista, jornalista, pós-graduado em Marketing pela FGV e jornalista esportivo no Pará há 20 anos. Fez duas coberturas de Copa do Mundo.

É difícil criticar Felipe Conceição

Abner Luiz

Um tempo atrás, qualquer crítica ao trabalho do treinador Felipe Conceição era logo rechaçada pelo torcedor azulino. Era o queridinho e tinha o reconhecimento do torcedor pela campanha e por comandar um time limitado. Hoje a realidade é bem diferente, principalmente pelas escolhas e mudanças durante os jogos. O Remo virou um time que não propõe jogo em casa e fora de casa aproveita oportunidades. Felipe tem um perfil interessante, ele não responde críticas e muito menos elege os seus carrascos. Definitivamente, não é um treinador que marcou o torcedor.

Começar do zero

Pela fala do presidente do Paysandu, o clube vai começar do zero o departamento de futebol: a montagem do time, as cabeças do futebol e a própria definição se o clube voltará a ter um executivo. A situação é tão confusa que o Paysandu ainda não sabe com que orçamento vai trabalhar para a próxima temporada. Certa está a cota do Parazão e Copa do Brasil. Algo que preocupa - e muito - é o fechamento da conta da atual temporada, juntando com o que o clube já paga para quem já saiu. A Justiça também será algo que incomodará. Tempos sombrios pelos lados da Curuzu.

Será difícil escolher

O futebol paraense está terminando a temporada e será difícil escolher o tal “craque” do ano. Tivemos jogadores que nos “enganaram” durante a temporada. No Remo sempre se esperou muito mais do Gedoz do que o que ele entregou. Victor Andrade esqueceu o futebol no meio do caminho. Pelo lado bicolor, Grampola parece que não chegou, Rildo ascendeu e apagou e José Aldo nos jogou na lona. Ou seja, vai ser difícil eleger o melhor e talvez seja mais fácil escolher o menos ruim. Ainda contratamos quantidade e não qualidade. Que a próxima temporada traga jogadores que marquem.

APITO FINAL

Presidente da FPF, Adelcio Torres, informou para a coluna que as eleições na entidade ocorrerão em dezembro. A data, pelo estatuto, poderia ser marcada para qualquer mês do segundo semestre. Então será no último mês do ano. Essas eleições serão movimentadas.

Os abutres bicolores não poderiam passar batidos e foi o Papão deixar de ter chance de subir que logo colocaram a cara na janela. Mas só para fazer meia hora de barulho mesmo, já que não são mais bem-vindos no clube e nem têm mais força política. Vão continuar no tucupi por anos.

A Tuna Luso, até o momento, não apresentou seu projeto para o futebol em 2022. Está movimentando as categorias de base, mas não comenta o futuro do futebol profissional. Sequer tem contatos com futuras contratações, sejam elas para comissão ou elenco.

Dentre os departamentos que precisam evoluir no Clube do Remo, está a RemoTV no Youtube, que simplesmente não funciona mais. Uma ferramenta usada para divulgar informações e atrair investimentos em grandes clubes, simplesmente está esquecida no Remo. Precisa voltar!

Começou o Campeonato Paraense Sub-20 e é daí que está o futuro do nosso futebol. O Paysandu poderia fazer o seu recomeço a partir das suas categorias de base. Um time forte na base é um time com futuro assertivo e com dinheiro em caixa. Que seja grande.

Abner Luiz
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

RELACIONADAS EM ABNER LUIZ