Voluntários organizam rifa para ajudar filho de Eliza Samudio a comprar material escolar

O menino nunca recebeu pensão do pai, que foi condenado pela morte da mulher

O Liberal

Voluntários estão organizando uma rifa com o objetivo de arrecadar, no mínimo, R$ 3 mil para ajudar Bruninho Samudio com a matrícula e compra do material escolar de 2022. O menino nunca recebeu pensão do pai, o goleiro Bruno, que foi condenado pela morte da sua mãe, Eliza Samudio. As informações são do G1.

“Conheço a luta dela, dele, sei o quanto é um menino esforçado e temos amigos que, esporadicamente, ajudam nestas questões sociais. Mesmo o Bruninho tendo bolsa na escola, as despesas da avó neste ano passaram de R$ 3 mil, porque tem a matrícula, lanche e as apostilas, além de outros gastos, então, eu comprei algumas coisas com o tema natalino, além de uma caneca personalizada e uma agenda de 2022 e estou organizando a rifa", disse Renata Gouvea, psicóloga que está organizando a rifa. 

VEJA MAIS

Devendo R$ 3 milhões em pensão ao filho de Eliza Samudio, goleiro Bruno compra carro
Veículo adquirido pelo ex-arqueiro do Flamengo é avaliado em R$ 80 mil. O filho dele, Bruninho, sobrevive às custas da avó e seu marido

Aos 11 anos, filho de Eliza Samudio fala sobre a falta da mãe: 'Nunca sai do meu coração'
Sem ajuda financeira do pai, Bruninho Samudio reflete, em sua primeira entrevista, sobre a expectativa de se tornar um grande jogador de futebol

Homem é demitido após se fantasiar de goleiro Bruno e segurar saco de lixo com nome de Eliza Samudio
Caso revoltou Sônia Moura, mãe da vítima, e o filho de Eliza: 'Já chorei muito. Tanto desrespeito com a vítima'

Segundo ela, a família não está passando fome, mas a ajuda é uma alternativa para reconhecer o comportamento do garoto. "É que ele é um menino muito especial que, inclusive, ficou preocupado com a avó quando soube de uma fantasia usada recentemente. É uma criança, mais evoluída que muito adulto e estamos sempre em contato com ele e a dona Sônia [avó de Bruninho]".

Recentemente, o menino de 11 anos falou em sua primeira entrevista sobre a falta da mãe. "Minha mãe tá no céu, mas graças a ela que eu estou aqui, e ela nunca sai do meu coração."

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL