Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Aos 11 anos, filho de Eliza Samudio fala sobre a falta da mãe: 'Nunca sai do meu coração'

Sem ajuda financeira do pai, Bruninho Samudio reflete, em sua primeira entrevista, sobre a expectativa de se tornar um grande jogador de futebol

O Liberal

Bruninho Samudio, filho de Eliza Samudio, assassinada a mando do ex-goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes, falou pela primeira vez, em entrevista ao canal da psicóloga e coach Renata Gouvêa, sobre a falta da mãe, estudos e vontade de virar um grande jogador de futebol. As informações são do Extra.

Atualmente com 11 anos, o garoto recebe o incentivo da avó para se dedicar aos estudos, revela que sua matéria preferida é matemática e se orgulha de conseguir bolsa em uma escola particular, em Campo Grande. "Minha escola é muito boa, graças a Deus e à dedicação minha, porque muita gente desiste no meio do caminho e eu nunca desisti. Um dia eu falei com a minha mãe (avó Sônia): 'um dia eu vou conseguir estudar numa escola boa'. E consegui uma bolsa de 100%, isso foi alguma coisa que eu consegui por mim mesmo. É ótima a minha escola", diz ele.

VEJA MAIS

Tatuador é demitido após se 'fantasiar' de ex-goleiro Bruno: 'apologia ao crime'
O rapaz também deve prestar esclarecimentos na delegacia sobre o caso

Bruno diz que tem consciência tranquila e não reconhece o filho com Eliza Samudio
O goleiro afirmou que só vai reconhecer a criança depois que um exame de "DNA" comprovar o vínculo

Devendo R$ 3 milhões em pensão ao filho de Eliza Samudio, goleiro Bruno compra carro
Veículo adquirido pelo ex-arqueiro do Flamengo é avaliado em R$ 80 mil. O filho dele, Bruninho, sobrevive às custas da avó e seu marido

Embora não saiba detalhes do assinato, Bruninho reflete sobre a falta da mãe. "Minha mãe tá no céu, mas graças a ela que eu estou aqui, e ela nunca sai do meu coração."

Goleiro do sub-13, ele acredita em um futuro no esporte, que pratica desde os 4 anos de idade, mas ressalta a importância de se dedicar aos estudos. "Minha avó sempre disse pra eu estudar, apesar de gostar de futebol. Ela fala para eu estudar, porque, se caso não der certo, eu terei um plano B. Senão, vou ser meio que um nada na vida, né."

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL