Vale seleciona futuros jovens aprendizes em 7 municípios do Pará

Etapas do processo de seleção serão realizadas de forma on-line

Emilly Melo
fonte

O Programa Jovem Aprendiz da Vale está com inscrições abertas para oportunidades em sete municípios paraenses. Na esfera nacional, o programa oferta 700 vagas distribuídas para outros estados, como Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul. A mineradora seleciona também candidatos para um Banco de Talentos de futuros jovens aprendizes em mais de 20 cidades.

No Estado, as vagas serão distribuídas para os municípios de Belém, Barcarena, Curionópolis, Parauapebas, Ourilândia do Norte, Marabá e Canaã dos Carajás. O programa é uma das portas de entrada para a Vale e oferece aprendizagem prática e teórica em diversas áreas em parceria com instituições de ensino. 

As inscrições seguem até 12 de dezembro, neste link. Para se candidatar, os jovens precisam ter de 18 a 22 anos e Ensino Médio completo. No caso de pessoas com deficiência não há limite de idade. Os candidatos devem residir na localidade onde a vaga escolhida está sendo oferecida e ter disponibilidade para atuar em jornada de quatro, seis ou oito horas diárias, de acordo com o curso

O processo seletivo acontece em etapas eliminatórias, todas realizadas on-line. Prova, dinâmica de grupo e avaliação psicológica são algumas das etapas. Os participantes que avançarem na seleção ainda participarão de painel virtual com gestores e, depois, exames médicos admissionais e entrega de documentos, incluindo cartão de vacinação com comprovação de imunização contra Covid-19 e febre amarela.

Os selecionados terão direito a bolsa-auxílio, assistência médica, seguro de vida, transporte/vale transporte (quando aplicável), programa de assistência ao empregado, incentivo a atividade física e auxílio ergonomia (aplicável aos aprendizes em teletrabalho). Além disso, durante a fase prática para os aprendizes que atuarão na Vale, o programa oferece vale-alimentação e vale-refeição ou alimentação na empresa (quando aplicável).

 

(*Emilly Melo, estagiária, sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL