CONTINUE EM OLIBERAL.COM
X

Suspeito de ser o mandante dos assassinatos de Bruno e Dom nega acusação

Apontado pela Polícia Federal como o mandante dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, Rubens Villar, conhecido como “Colômbia”, negou ter participado do crime em depoimento para a PF.

O Liberal
fonte

Apontado pela Polícia Federal como o mandante dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, Rubens Villar, conhecido como “Colômbia”, negou ter participado do crime em depoimento para a PF.

Segundo apurou o g1, Rubens Villar declarou que nunca conheceu as vítimas. Em julho de 2022, Colômbia foi preso pela PF durante as investigações sobre o caso de Dom e Bruno. Em outubro, foi solto com uma fiança de R$ 15.000. No entanto, ao descumprir algumas determinações de liberdade provisória voltou à prisão.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, os envolvidos nos assassinatos foram Amarildo Oliveira, o Pelado; seu irmão Oseney de Oliveira, o Dos Santos; e Jefferson da Silva Lima, o Pelado da Dinha. 

Ainda segundo a PF, Edvaldo da Costa Oliveira foi a 4ª pessoa indiciada. A Justiça analisa se os réus serão levados a júri popular. Além de Colômbia, outras 4 pessoas foram ouvidas em audiência de instrução na segunda-feira, 17

O indigenista brasileiro Bruno Araújo e o jornalista britânico Dom Phillips, desapareceram no Vale do Javari, na região da Amazônia, em junho de 2022. Depois de 10 dias, os corpos foram encontrados em uma das margens do rio Itaguaí.

 

Entre no nosso grupo de notícias no WhatsApp e Telegram 📱
Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL