Saque-Aniversário: veja a diferença entre a modalidade de saque da conta do FGTS e o Abono Salarial

Enquanto o Abono Salarial paga no máximo um salário mínimo, o valor do Saque-Aniversário é uma parcela da quantia presente na conta do FGTS do trabalhador; entenda essa e outras diferenças

Gabriel Mansur

Trabalhadores brasileiros que têm carteira assinada e saldo na conta do FGTS têm direito de optar pelo Saque-Aniversário, uma modalidade de saque da conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. O formato pode ser confundido com o Abono Salarial, que tem outros requisitos e valores

VEJA MAIS

image Saque-Aniversário: saiba como antecipar, qual valor mínimo e quem tem direito
Modalidade de saque da conta do FGTS pode ser antecipada, mediante pagamento da antecipação em parcelas superiores a R$200; entenda melhor esta opção

image Saque-Aniversário: saiba como cancelar a modalidade e voltar ao Saque-Rescisão
O trabalhador que optar pela nova mudança de modalidade terá que esperar o período de 24 meses; O Saque-Aniversário é pago todos os anos, no mês de aniversário do cidadão

image FGTS Extraordinário: Veja como ter acesso ao Saque Extraordinário do FGTS
Valor foi pago entre os meses de abril e junho, e trabalhador terá até o dia 15 de dezembro para sacar o montante, que pode chegar à R$1 mil

Qual a diferença entre o Saque-Aniversário e o Abono Salarial?

Valor

Enquanto o Abono Salarial tem valor máximo de máximo de um salário mínimo, de acordo com a quantidade de meses de trabalho, o Saque-Aniversário é uma parcela do saldo na conta do FGTS, que varia de acordo com o montante disponível.

Data

O Saque-Aniversário é pago no mês de aniversário do trabalhador, enquanto o Abono Salarial tem calendário próprio. Em 2022, a quantia foi paga entre os meses de fevereiro e março. 

Quem tem direito

Para receber o Saque-Aniversário, basta estar com a carteira assinada e ter saldo disponível na conta do FGTS, enquanto os requisitos para recebimento do Abono Salarial são mais vastos, sendo eles:

  • Cadastro de pelo menos 5 anos no PIS/PASEP;
  • Remuneração mensal média de até dois salários mínimos no ano-base;
  • Exercer atividade para Pessoa Jurídica em pelo menos trinta dias, consecutivos ou não, no ano-base;
  • Dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais.

Ou seja, ambos os formatos de recebimento de valores são bastante diferentes, sendo necessário fazer uma análise de quais poderão ser utilizados ou não. 

(Estagiário Gabriel Mansur, sob supervisão do editor executivo de OLiberal.com, Carlos Fellip)

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL