Pesquisa aponta presença do novo coronavírus em esgotos

A pesquisa da Agência é realizada em 24 pontos de coleta no sistema de esgotamento sanitário

Redação Integrada do O Liberal

Uma pesquisa da Agência Nacional de Águas (ANA) aponta a presença do novo coronavírus nos esgotos de cidades e regiões afetadas pela pandemia.

Em boletim divulgado no início de junho, a ANA afirma que, no período de coletas da pesquisa, realizado entre 11 e 15 de maio, o vírus foi identificado em 88% das amostras na bacia do Ribeirão da Onça, que corta Belo Horizonte e Minas Gerais. No levantamento anterior, feito entre 27 de abril e 8 de maio, apenas 69% das amostras apresentaram o vírus. Em outra bacia pesquisada, a de Ribeirão Arrudas, em Minas Gerais, houve leve queda no total de amostras contaminadas, passando de 50% para 43% no mesmo período de comparação.

A pesquisa da Agência é realizada em 24 pontos de coleta no sistema de esgotamento sanitário de Belo Horizonte e Contagem (MG) e conta com a parceria do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Estações Sustentáveis de Tratamento de Esgoto (INCT ETEs Sustentáveis/UFMG), do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM), da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) e da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

O boletim da pesquisa pode ser acessado no site www.ana.gov.br

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

MAIS LIDAS EM BRASIL