Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

‘Ombrada’, ‘pênis na porta’, ‘petulante para **ralho’: relembre as confusões da CPI da covid-19

Entre as várias reuniões realizadas pelos deputados, alguns momentos ficaram marcados por confusões e discussões ‘exaltadas’

O Liberal

Esta quinta-feira (23), foi marcada por mais um bate boca entre parlamentares na CPI da Covid-19. No entanto, ao longo das 58 reuniões, várias outras discussões aconteceram e serão lembradas pelo povo brasileiro, por falas inusitadas. 

Muitas confusões foram protagonizadas por parlamentares durante a CPI da covid-19. Algumas delas, que aconteceram ao longo das 58 reuniões, ficaram marcadas e serão lembradas pelo povo brasileiro. Com falas exaltadas e, muitas vezes, quase agressões, esse tipo de briga se tornou algo”comum” entre os participantes. 

Por interrupções em falas, xingamentos, voz elevada e vários outros motivos, a CPI, constantemente, era assunto e alvo de brincadeiras irônicas na web. Relembre agora alguns desses momentos:

Descontrolada

Ainda nessa semana, outro depoimento marcado pelos ânimos exaltados foi o do ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, à CPI da Covid-19. Tudo aconteceu porque o servidor ofendeu a senadora Simone Tebet (MDB-MS), alegando que ela estaria “descontrolada”.

Caso de polícia

E ainda, por duas vezes, a CPI virou caso de polícia. A primeira ocorreu na prisão do ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias pelo suposto crime de falso testemunho. A segunda oportunidade envolveu o deputado federal Reinhold Stephanes Júnior (PSD-PR). O congressista foi expulso da sala da comissão, acusado de ofender membros do colegiado.

Vagabundo

Em um dos momentos, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), discutiu calorosamente como o senador e filho do presidente Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), que à época frequentava o colegiado. Na oportunidade, ao solicitar que o presidente Omar Aziz (PSD-AM) determinasse a prisão de Wajngarten por falso testemunho, Calheiros foi xingado por Flávio de “vagabundo”.

Ombrada

Houve, também, uma sessão onde inquiridor e depoente, por pouco, não se agrediram. Enquanto a CPI estava no intervalo, o senador Marcos do Val (Podemos-ES) decidiu tirar satisfações com o deputado Luis Miranda (DEM-DF).

Irritado com as respostas de Miranda, o senador chegou a dar uma “ombrada” no congressista. Outros deputados tiveram que separá-los.

 

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL