Mototaxista negro abaixa as calças em supermercado para provar que não roubou picanha; vídeo

Homem alega que seguranças não deixaram que a vítima mostrasse a nota fiscal antes da abordagem

O Liberal

Um homem negro que trabalha como mototaxista afirma que foi obrigado a abaixar as calças em supermercado após ser acusado de roubar carnes. O caso aconteceu em um supermercado na zona norte do Rio de Janeiro, na véspera do Réveillon, mas vídeos da situação passaram a circular nas redes na última quarta-feira (11).

]

VEJA MAIS

image Escândalo de racismo abala a família real britânica; entenda a polêmica com dama de companhia
O palácio descreveu a situação como "inaceitável ​​e profundamente lamentável"

[[(standard.Article) Prefeitura de Belém realiza diversas campanhas de combate ao racismo]]

image Presidente Lula sanciona lei que equipara injúria racial ao crime de racismo
Com a nova lei, quem praticar os atos discriminatórios passam a ser presos e condenados de 2 a 5 anos

A vítima, Alex Silva Pereira, 33 anos, afirma que foi vítima de racismo por parte da equipe de seguranças do estabelecimento. Alex, inclusive, não teria conseguido mostrar nota fiscal após rápida ação dos seguranças.

O mototaxista abriu processo contra o local. O supermercado, por sua vez, alega que não obrigou o homem a tirar as roupas. No entanto, demitiu os responsáveis pela abordagem, alegando que os envolvidos tinham a obrigação de pedir nota fiscal ao cliente. 

Palavras-chave

Brasil
.
Ícone cancelar

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL