Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Menino de 12 anos percorre 15 quilômetros para fugir da mãe adotiva

Criança disse que apanhava; mulher negou a acusação

O Liberal

Um menino de 12 anos foi encontrado por policiais após percorrer cerca de 15 km para fugir da mãe adotiva. O garoto saiu de casa na noite de ontem (22), no bairro Nova Lima, em Campo Grande (MS), e foi localizado por volta das 10h desta terça-feira (23), no Centro da cidade. As informações são do Campo Grande News.

Um vendedor ambulante acionou a polícia após ver o menino sozinho. Ele foi levado pela equipe policial e afirmou que apanhava da mãe em casa, e por isso, resolveu fugir. Os agentes encontraram com a criança um saco preto com um cobertor. O menino contou aos policiais que dormiu em uma escola abandonada e que estava com fome, pois ainda não havia se alimentado.

VEJA MAIS

Mãe é flagrada espancando filho de 10 anos com socos e chutes
Em um vídeo divulgado, a mãe é flagrada em cima da criança, dando socos, chutes e tapas, enquanto o garoto fica aos prantos

Criança morre após cair em buraco e ficar presa por mais de 17 horas
O menino chegou a ser resgatado com vida, mas acabou morrendo no hospital

A criança foi levada para a Delegacia Especializada de Proteção à Criança (Depca). Coincidentemente, quando chegaram no local, encontraram com a mãe do garoto, que estava registrando um boletim de ocorrência na delegacia pelo desaparecimento do filho. 

Ainda aos agentes, o menino disse que tem um irmão, que é adotado, e que as agressões são recorrentes dentro da casa onde mora. Ele apresenta um machucado na perna e está com um dos braços quebrados, usando mobilização de gesso. A PM não sabe o motivo da lesão. 

A tutora legal do menino, de 60 anos, informou à polícia que não o viu fugindo. "Estava dormindo, era 19h30, eu durmo cedo”, argumentou. Entretanto, ela ouviu um barulho no portão da casa e saiu para verificar o que era. Nesse momento, ela avistou o garoto correndo para longe da residência. A mulher ligou para o 190 e relatou o que havia acontecido. 

Menina de 5 anos morre com tiro na cabeça após primo usá-la como escudo humano
Ele usou também outra adolescente para se proteger e conseguir escapar ileso dos disparos

Criança é arremessada de veículo após colisão em Itaituba
O caso aconteceu na noite de domingo (21), quando o condutor de um carro supostamente estava fugindo em alta velocidade de uma blitz

Ela também relatou que o irmão mais novo do garoto estava em casa chorando “com medo do conselho (tutelar) pegar ele”. Aos policiais a mulher alegou que o menino mente constantemente e que ela não bate nele. “Vai na escola e pergunta para o diretor, que você vai saber quem ele é”, completou.

A mãe disse que ela e o esposo adotaram o menino em 2017. Inicialmente, eles haviam adotado somente o irmão mais novo dele, de 10 anos, mas o mais velho sofreu muito, pedindo para ficar com o caçula. Assim, foi concedida a guarda dos dois irmãos para o casal. 

(*Emilly Melo, estagiária sob supervisão de Keila Ferreira, coordenadora do Núcleo de Política)

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL