Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Mãe que matou e estuprou bebê para tirar 'chip da besta' é indiciada

A mulher chegou a levar a criança, já morta, para uma festa

O Liberal

Uma mulher, identificada como Gabrieli Paes da Silva, de 21 anos, foi indiciada após ser acusada de matar e estuprar a filha Melanie, de cinco meses. O crime aconteceu no mês de junho e, na época, disse que afogou a menina para “tirar o chip da besta’’. As informações são do Metrópoles.

Gabrieli vai responder pelos crimes de homicídio doloso e estupro de vulnerável, pelo fato da vítima ser uma bebê. Ela confessou o crime, mas disse que não cometeu o estupro. No entanto, exames no órgão genital da pequena comprovaram o abuso. A delegada, que comandou o crime na época, entendeu que Gabrieli não apresentava sinais de problemas psiquiátricos. 

Na noite do crime, Gabrieli foi a uma festa na casa de uma amiga e levou Melanie, já morta, em um carrinho. Em certo momento, uma testemunha observou que a criança estava morta. A mãe e outra mulher correram até a UPA, onde a equipe constatou que a menina já estava sem vida quando chegou e que tinha sinais de abuso sexual. Gabrieli foi levada à polícia e confessou o crime. 

A mulher teria colocado Melanie embaixo de uma bica e a afogou até a morte. Também houve penetração de algum objeto na vagina da menina. Na delegacia, ela disse que cometeu o crime para “tirar o chip da besta” da bebê.

 

Palavras-chave

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL