Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem mata mulher com esquizofrenia e arrasta corpo pela rua

O corpo foi encontrado carbonizado 10 dias depois do seu desaparecimento

O Liberal

Um homem de 36 anos foi gravado por câmeras de segurança arrastando o corpo de Luciana Regina de Faria, de 46, diagnosticada com esquizofrenia. A mulher sumiu dia 31 de agosto e teve seu corpo localizado 10 dias depois, totalmente carbonizado. O caso de feminicídio ocorreu em Recanto das Emas, no Distrito Federal, e chocou os testemunhas que moram próximo do local. As informações são do Metrópoles. 

Na luz do dia, o suspeito é gravado arrastando um saco com um cobertor marrom em volta, próximo ao local onde a vítima morava. Ele chega a parar quando pessoas passam pela rua, mas segue o caminho até sair do alcance da filmagem.

VEJA MAIS

Jovem com esquizofrenia morre por coma alcoólico em aposta de R$ 1; veja Jonatas Xavier pediu uma moeda a um grupo, mas ele foi levado a beber cinco garrafas de cachaça

Estudo desenvolve exame para diagnosticar esquizofrenia e bipolaridade Hoje diagnóstico é feito com base na análise clínica do psiquiatra

Nas investigações, a  27ª Delegacia de Polícia identificou que uma obra ocorria na rua e decidiu ouvir os operários do local, que reconheceram o suspeito. O homem negou que estivesse atuando na construção e que o saco seria uma 'trouxa de roupas' de mudança. No entanto, o autor do crime não tinha moradia e costumava passar as noites em um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). Além disso, ele teria tentado conseguir dinheiro para fugir para a Bahia.

Após exame de DNA, foi constatado que o corpo carbonizado era de Luciana Regina, ela sofria com esquizofrenia e epilepsia. Sua filha, Dryelle Sabrina, de 22 anos, revelou que a mãe era muito religiosa e costumava conversar com todo mundo.

De acordo com o delegado, o caso é complexo. "Ainda estamos em fase preliminar das investigações que nos levarão a descobrir os autores e as motivações para o crime. A família da vítima prestou depoimento, mas ainda não levantamos algo concreto”, disse Pablo Aguiar, delegado-chefe. 

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL