Acessar
Alterar Senha
Cadastro Novo

Homem é preso após estuprar e jogar corpo de menina de 5 anos em rio

Edno Michiles, 20 anos, disse à polícia que usou um celular para atrair a pequena Wemily Santos da Silveira

O Liberal

Um homem foi detido e quase linchado nesta terça-feira (15), após cometer um crime brutal. O acusado confessou ter estuprado, estrangulado e depois jogado o corpo de uma menina de 5 anos em um rio. A violência sexual seguida de homicídio ocorreu na noite da segunda-feira (14), na comunidade Betel, na região da Serra da Valéria, zona rural de Parintins (AM). Mas só na manhã de hoje o corpo da criança foi encontrado por populares.

Edno Michiles, 20 anos, disse à polícia que usou um celular para atrair a pequena Wemily Santos da Silveira, para depois estuprá-la e matá-la afogada. Após o crime, o acusado fugiu. A família da vítima já estava atrás dele quando soube do crime. Os pais haviam descoberto por intermédio de outra criança que Wemily teria sido vista caminhando com Edno

Depois de chegar à residência dele foram informados ele não se encontrava. Após denunciar o desaparecimento da criança, começaram as buscas. Foi a mãe do suspeito que o encontrou e informou seu paradeiro à família da vítima. Ele foi capturado pelos próprios familiares e depois entregue à Polícia Militar. 

Edno ainda chegou a ser agredido por populares indignados com o crime. Ele foi conduzido ao Hospital Padre Colombo para tratar dos ferimentos e depois foi levado à delegacia, onde permanece à disposição da justiça.

Para o delegado  Adilson Cunha, titular da 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), Edson disse que estava sobre efeito de bebida alcóolica. “Ele muito friamente confessou que havia ingerido bebida alcoólica desde as 11 horas e quando foi por volta das 17he, ele vinha passando pela beira do rio quando viu a menina e a atraiu com um celular. 

Após cometer os abusos sexuais ele afogou a criança na beira do rio e com as vestes da vítima ele a amarrou, a deixando submersa, o que dificultou o trabalho de buscas”, explicou o delegado Adilson Cunha, titular da 3ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), 

Edno Michiles pertence ao povo Saté Mawé e foi preso por estupro, estupro de vulnerável e homicídio duplamente qualificado. O  corpo da vítima foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML) nesta terça-feira (15). 

Brasil
.

Desculpe pela interrupção. Detectamos que você possui um bloqueador de anúncios ativo!

Oferecemos notícia e informação de graça, mas produzir conteúdo de qualidade não é.

Os anúncios são uma forma de garantir a receita do portal e o pagamento dos profissionais envolvidos.

Por favor, desative ou remova o bloqueador de anúncios do seu navegador para continuar sua navegação sem interrupções. Obrigado!

ÚLTIMAS EM BRASIL

MAIS LIDAS EM BRASIL